Rio registra queda no número de assassinatos em agosto deste ano

Publicado em 24/09/2021 - 14:53 Por Cristiane Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Duas mil 240 pessoas foram assassinadas no estado do Rio de Janeiro entre janeiro e agosto deste ano. O número representa uma queda de 7% em relação ao mesmo período do ano passado e é também o menor para os meses desde 1991, quando começou a série histórica do ISP, o Instituto de Segurança Pública. 

De acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (24), em agosto, foram registrados 258 homicídios dolosos, aquele em que há intenção de matar, um recuo de 1% em relação a agosto do ano passado e o menor registro para o mês desde 1991.

Já os crimes violentos letais intencionais, que incluem homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e latrocínio, apresentaram queda de 6% entre janeiro e agosto e de 1% no mês passado, na comparação com 2020.

Foram 2.338 vítimas nos oito primeiros meses de 2021 e 271 em agosto.

Os números são os mais baixos para o indicador desde 1999, tanto para o acumulado, quanto para o mês.

O boletim do Instituto de Segurança Pública mostra, ainda, que em agosto foram apreendidas 562 armas de fogo em todo o estado, sendo 20 fuzis. O total é 8% maior que o registrado no mesmo mês de 2020. Isto significa que, em média, neste ano, mais de um fuzil foi apreendido por dia no Rio de Janeiro.

Os roubos de carga caíram 23% em agosto deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado e no acumulado do ano a queda  foi de 16% em relação ao mesmo período de 2020. De acordo com o ISP, os resultados são os menores nas duas bases de comparação desde 2013.

Já os roubos de rua caíram 6% se comparado ao acumulado do ano passado e 10% contra agosto de 2020.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

STJ decide que plano de saúde deve custear remédio de canabidiol

O Superior Tribunal de Justiça determinou que uma operadora de plano de saúde forneça medicamentos à base de canabidiol a um paciente diagnosticado com epilepsia grave. O canabidiol é extraído da Cannabis sativa, planta conhecida como maconha.

Baixar arquivo
Política

PEC dos Precatórios deve ser votada nesta quarta na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, marcou para esta quarta-feira a votação da PEC dos Precatórios. Prevista na pauta dessa terça-feira, Lira justificou que o adiamento foi necessário porque faltava conversar com alguns líderes sobre o texto.

Baixar arquivo
Geral

Santa Catarina passa a adotar número de RG igual ao do CPF em novembro

. Quem já tiver o RG, o número continua valendo, mas quem for emitir a primeira via já não vai contar com um número separado do RG.

Baixar arquivo
Saúde

Alerj aprova liberação do uso de máscaras ao ar livre no estado do Rio

O projeto aprovado pela Alerj ainda precisa seguir para sanção ou veto  do governador Cláudio Castro, que tem um prazo de 15 dias para publicar a decisão.

Baixar arquivo
Geral

Roubo de cabos de energia dificultou trajetos do metrô em São Paulo

Segundo o Metrô, foram roubados 30 metros de cabos do sistema que alimenta a energia dos trens. A confusão começou por volta das 5h e também comprometeu a operação na Linha Azul.

Baixar arquivo
Saúde

INCA alerta para perigos do consumo coletivo de narguilés na pandemia

Para além dos riscos da transmissão de doenças como a covid, caso a mangueira seja compartilhada, uma sessão de narguilé, que costuma durar entre 1hora a 90 minutos, equivale ao consumo de 100 cigarros comuns. 

Baixar arquivo