Tiroteios caem 34% em área dominada por chefe de milícia morto

Publicado em 14/09/2021 - 18:00 Por Solimar Luz - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Três meses depois da morte de Wellington da Silva Braga, os índices de violência como tiroteios, mortos e baleados tiveram queda de até 34% nas regiões da cidade do Rio de Janeiro em que o criminoso tinha domínio. Os dados são do Instituto Fogo Cruzado. Ecko, como era conhecido, era chefe da maior milícia do estado do Rio de Janeiro. O Grupo dominava boa parte da Zona Oeste da capital e regiões da Baixada Fluminense.

A queda dos índices de violência foi percebida em bairros como Quintino Bocaiúva, Cascadura, Madureira, Campinho e Água Santa, na Zona Norte, além de áreas próximas a Praça Seca, na zona oeste. As exceções são os bairros de Realengo, Santíssimo, Santa Cruz e Paciência, localizados também na zona oeste da cidade.

O professor Daniel Hirata, da Universidade Federal Fluminense, destaca que apesar da queda nos índices de tiroteio e mortes nas regiões que eram dominadas pelo miliciano, o momento atual não é de tranquilidade. Segundo ele, as ações agora continuam acontecendo de forma não ostensiva e mais sofisticada.

O Fogo Cruzado é uma plataforma digital colaborativa que registra dados de violência armada nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de Recife.

Edição: Sheily Noleto / Guilherme Strozi

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Meio Ambiente

Bombeiros controlam fogo na região da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

O incêndio começou domingo (12) no local conhecido como Vale da Lua e não chegou a atingir o Parque Nacional da Chapada. Foram queimados o equivalente a 12 mil campos de futebol.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

MPF recomenda que Funai renove portarias que protegem terras indígenas

As portarias são as únicas formas de proteção das áreas e dos povos isolados. O fim da validade dos documentos expõe os territórios ao risco de grilagens e ocupações irregulares.

Baixar arquivo
Saúde

Idosos de 84 a 89 anos podem tomar terceira dose nesta semana no Rio

Pacientes com alto grau de imunossupressão, maiores de 60 anos , também poderão se vacinar

Baixar arquivo
Segurança

Fiocruz supera 4,5 milhões de vacinas na semana

Com a entrega, a Fiocruz alcança a marca de 96,5 milhões de doses disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações. 

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Este domingo é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

O Centro Cultural Banco do Brasil promove, a partir das14h, conversas públicas presenciais em suas unidades, para ampliar o conhecimento e envolver a todos nos diferentes aspectos que caracterizam esta luta, que deve envolver todos os brasileiros com ou sem deficiência.

Baixar arquivo
Geral

Começa a Semana Nacional do Transito que discute a redução de mortes

Começou neste sábado,  e vai até o dia 27 deste mês, a Semana Nacional de Trânsito, com atividades de educação, conscientização e fiscalização nas ruas e estradas do país. Neste ano, o tema é ‘trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

Baixar arquivo