Exposição sobre centenário de Dorival Caymmi chega a Brasília

Publicado em 28/10/2014 - 19:16 Por Da Agência Brasil - Brasília

Abertura da exposição Caymmi 100 Anos, no Museu dos Correios, que celebra o centenário de nascimento de Dorival Caymmi.(José Cruz/Agência Brasil)

Com  seu  inseparável violão,  o  cantor  e  compositor
baiano  passeia  na  praia   José  Cruz/Agência  Brasil

O Museu dos Correios abriu hoje (28), em Brasília, a exposição Caymmi 100 Anos, que poderá ser visitada até o dia 4 de janeiro.

A mostra, que já passou por São Paulo, celebra o centenário de nascimento do cantor e compositor baiano Dorival Caymmi, é dividida em quatro partes: Linha do Tempo, Música, Vida Familiar e Rádio. Na primeira, o filho de Caimmy, Danilo, que também é compositor, e a neta Stella, idealizadora da exposição, falam sobre a vida e as obras do cantor em um bate-papo com música.

"Nada mais importante do que fazer isso na abertura da exposição, porque quem vem já entra no clima”, diz Stella.

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, no dia 30 de abril de 1914. Em 60 anos de carreira, gravou 20 discos e teve inúmeras composições gravadas por outros intérpretes. Entre seus maiores sucessos, estão O Que É Que a Baiana Tem?, Modinha para Gabriela, Samba da Minha Terra e Samba da Bahia. O compositor morreu no Rio, onde vivia, no dia 16 de agosto de 2008.

Para Stella, que passou os últimos 25 anos escrevendo sobre Caymmi, a mostra é a materialização de um sonho. ”O principal aqui é mergulhar na obra de Caymmi, mergulhar na imagética dele, nos temas. Caymmi emoldura o folclore e registra a vida dele, registra a época dele musicalmente, pelas letras e pelos ritmos. As músicas são chamadas postais, porque existe visualidade na música. E, em uma exposição, [isso] fica abundante.”

De acordo com Stella, a exposição chama a atenção pelas vertentes de Caymmi, pelas imagens que ele constrói. “As músicas dele não são abstratas, são vivas. Tem quatro vertentes principais: as praieiras, em que aparecem a jangada e toda a mitologia praieira, com a Iemanjá, tem as pinturas ligadas ao mar; os postais da Bahia; as músicas que descrevem a Bahia, sua culinária, como O Que É Que a Baiana Tem?, a arquitetura da música Você Já Foi à Bahia?, em que ele fala da capoeira; e as mulheres”, completou Stella.

O Museu dos Correios fica no Setor Comercial Sul, área central de Brasília. A entrada é gratuita e a mostra pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Aplicativo Caixa Tem
Economia

Caixa libera saque de auxílio emergencial para 4 milhões de pessoas

O crédito na poupança social para os beneficiários nascidos em maio foi feito no dia 5 deste mês.

vacina, Moderna, imagem ilustrativa
Internacional

Argentina e México vão produzir vacina da Oxford

Entrega é prevista a partir da primeira metade de 2021, em função dos resultados dos estudos da Fase 3 de testes e das aprovações regulatórias. Brasil também firmou acordo com a AstraZeneca.

Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Direitos Humanos

Rio: operação prende suspeitos de violência contra a mulher

De acordo com a delegada Sandra Ornellas, somente em 2019 as delegacias de atendimento à mulher no Rio indiciaram 16.703 suspeitos de violência doméstica e familiar.

O jogador Guerrero, do Internacional
Esportes

Três jogos fecham segunda rodada da Série A do Brasileirão

São Paulo, Fortaleza, Internacional, Santos, Vasco e Sport entram em campo na noite desta quinta-feira pelo nacional de futebol.

Rio de Janeiro - Dedo do Cristo Redentor danificado por raio começa a ser restaurado a partir de hoje (21). O dedo médio da mão direita do Cristo Redentor foi atingido por raio na noite do dia 16. (Foto Thomaz Silva/Agência Brasi)
Saúde

Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado

Até agora, já foram feitas mais de 400 desinfecções em locais públicos como rodoviárias, aeroportos, estações de trens, metrôs e barcas, hospitais e unidades de saúde e asilos.

Presidente russo, Vladimir Putin, visita hospital de Moscou com roupa de proteção
Internacional

Rússia: médicos serão vacinados contra covid-19 em duas semanas

Alexander Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleya, produtor da vacina, disse que o país planeja ter capacidade para produzir 5 milhões de doses por mês entre dezembro e janeiro.