ONU lança campanha de sensibilização sobre refugiados no Brasil

A iniciativa mostra pessoas que estão reconstruindo suas vidas

Publicado em 03/07/2019 - 17:09 Por Da ONU News - Nova York

A Agência das Nações Unidas para Refugiados ( Acnur) acaba de lançar no Brasil uma campanha com o tema #GenteDaGente para mostrar que os refugiados são pessoas como quaisquer outras.

A agência diz que ainda existem mitos de que estas pessoas seriam “terroristas”, “fugitivos” ou que “roubarão os nossos empregos” e que a campanha pretende informar melhor a esse respeito.

Segundo o representante da Acnur no Brasil, José Egas, “refugiados são pessoas que têm sonhos e planos para um futuro melhor, como qualquer um. A campanha mostra exatamente isso, e está sendo lançada para informar e gerar empatia no público brasileiro.”

Memorial Digital do Refugiado
A integração dos refugiados passa pelo aprendizado da língua - Divulgação/MemoRef

Empatia e solidariedade

O conceito de comunicação da campanha se baseia nas palavras empatia e solidariedade. A iniciativa reúne o potencial de compaixão dos brasileiros com a história de alguns refugiados, criando conexões interpessoais.

A diretora da campanha, Carla Cancellara, disse que “a vida dos refugiados não era diferente das nossas antes de deixarem seus países: todos tinham e continuam tendo famílias, amigos, sonhos e um objetivo para o futuro.”

Para Carla, o objetivo é mostrar“essa percepção de identidade e, assim, trazer à tona o perfil solidário arraigado em cada um”. Ela disse que “a campanha oferece ao público uma oportunidade de mostrar na prática a solidariedade, através de um manifesto de apoio aos refugiados que pode ser assinado por qualquer pessoa que queira se engajar causa dos refugiados.”

Anúncios, filme e ações

A campanha #GenteDaGente mostra refugiados que estão reconstruindo suas vidas no Brasil, apresentando brevemente as suas histórias. A iniciativa é composta por anúncios, filme e ações para gerar envolvimento nas redes sociais.

Participam o venezuelano Carlos, que é jornalista e tem 35 anos; Lúcia, de 21 anos, que é estudante e refugiada da República Democrática do Congo; e Rama, uma professora síria de 33 anos.

A chefe da unidade de parcerias com o setor privado do Acnur Brasil, Natasha Alexander, diz que “todos os que estrelam a campanha são pessoas com grande potencial.”

refugiados.jpg
A integração produtiva é um passa importante para quem chega - Akemi Nitahara/Agência Brasil

“A ideia é que, conhecendo as histórias de alguns dos mais de 11 mil refugiados e solicitantes de refúgio que hoje vivem no Brasil, os brasileiros fiquem ainda mais sensibilizados e os acolham bem, sem nenhum tipo de preconceito,” explicou.

 

Edição: Augusto Queiroz

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.

Economia

Ecad dará descontos no pagamento de direitos autorais até 2021

Escritório é o responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores.

FILE PHOTO: Tennis - ATP 500 - Mexican Open
Esportes

Rafael Nadal desiste do US Open de Tênis por causa da pandemia

Atual campeão e Roger Federer serão as principais ausências no torneio. "Esta é uma decisão que eu nunca quis tomar, mas decidi seguir meu coração", disse o espanhol.