Safra de grãos este ano deverá ser 0,6% maior que a de 2015, mostra IBGE

Publicado em 04/02/2016 - 10:10 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

safra

De acordo com o IBGE, 15 dos 26 produtos analisados no levantamento da safra devem ter aumento da produção este ano, em relação a 2015Arquivo/Agência Brasil

A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do país deverá ser, neste ano, 0,6% superior à obtida no ano passado. O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feito em janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), prevê produção total de 210,7 milhões de toneladas.

Entre as três principais lavouras de grãos do país, apenas a soja deverá ter aumento, de 5,8%. São esperadas quedas nas safras do arroz (-3,8%) e do milho (-5,6%).

Quinze dos 26 produtos analisados pelo IBGE no levantamento devem ter aumento da produção este ano, em relação a 2015. Entre as altas esperadas estão café em grão - arábica (15,7%) e canephora (3,3%), feijão em grão 1ª safra (18,6%), feijão em grão 2ª safra (1,8%), batata-inglesa 1ª safra (8%), cebola (3,7%) e mandioca (4,2%).

Entre os produtos que deverão ter queda este ano estão algodão herbáceo em caroço (7,2%), batata-inglesa 2ª safra (3,6%), batata-inglesa 3ª safra (21,6%), cana-de-açúcar (4,4%), feijão em grão 3ª safra (18,5%) e laranja (1,7%).

A área total colhida deve ficar em 58,5 milhões de hectares, ou seja, 1,3% maior do que em 2015. Entre as três principais lavouras de grãos, a área deve ser maior na soja (2,6%) e menor no milho (-0,9%) e no arroz (-5,1%).

Conab

Nesta manhã, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou, em Brasília, o 5º levantamento da produção brasileira de grãos. Em 2015/2016, a safra deve atingir 210,3 milhões de toneladas – 1,3% acima da safra anterior (207,7 milhões de toneladas).

Edição: Talita Cavalcante

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias