Correios e Azul vão criar empresa para transporte de produtos de e-commerce

Publicado em 20/12/2017 - 19:03 Por Ivan Richard Esposito - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Os Correios e a empresa aérea Azul assinaram hoje (20) um memorando de entendimento para criação de uma empresa privada de solução de logística voltada para o transporte de produtos comercializados pela internet. A nova empresa, que ainda não tem nome, terá participação acionária de 50,01% da Azul e 49,99% dos Correios. A expectativa é que a operação inicie em março de 2018. 

A partir de agora, o documento será submetido à aprovação dos órgãos e instâncias competentes, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia que controla as operações na bolsa de valores, e a Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

De acordo com o presidente dos Correios, Guilherme Campos, a criação da empresa atende os requisitos da Lei 13.303 de 2016, a chamada Lei das Estatais. “Podemos apanhar muito ou receber muito aplausos pelo pioneirismo", disse Campos. Ele destacou que o Artigo 20, parágrafo terceiro da lei versa sobre as parceria que podem ser constituídas entre empresas públicas e privadas. Segundo ele, a nova empresa atende a todos os requisitos da legislação.

“Mas não tenho dúvidas que vou levar pancadas, não tenho dúvida, quer seja de concorrentes, internamente, dos órgãos de fiscalização e controle da União. Mas estamos seguros, aptos e à disposição de todos para todas as explicações e estudos que embasaram essa decisão”, acrescentou o presidente dos Correios.

De acordo com a Azul e os Correios, o início das operações da nova empresa deve movimentar aproximadamente 100 mil toneladas de cargas por ano. Segundo Campos, a parceira garantirá aos Correios uma economia aproximada entre 35% e 40% do gasto de transporte de carga, hoje em R$ 560 milhões por ano.

“O bonito dessa parceria é que praticamente não envolve dinheiro. Está juntando aeronaves já existentes, que já fazem voos, com a carga dos Correio que já existe. Essa nova empresa passa a transportar a carga de encomenda postal dos Correios”, afirmou Campos. “Vamos usar a barriga do avião”, reforçou.

Já o presidente da Azul, David Neeleman, disse que muito produtos que atualmente são transportados por caminhões passarão a ser entregues via aérea. “Estamos muito animados e é uma grande honra ter os Correios como sócios. É uma ideia que tivemos há alguns anos e vamos com isso acompanhar o crescimento de e-commerce, que o Brasil quer estar na frente”, disse Neeleman.

De acordo com o empresário, a Azul, que tem hoje uma frota de 130 aeronaves e atua em 100 destinos no país, a prestensão é chegar a 200 aviões e ampliar a sua malha para 200 destinos. “Esses são os ativos que já estão lá e tem espaço nas barrigas para colocar. Temos muito voos que não estão lotados. Vamos ter cargueiros também. É uma parceria ganha-ganha”, disse.

Edição: Amanda Cieglinski

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.

Economia

Ecad dará descontos no pagamento de direitos autorais até 2021

Escritório é o responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores.

FILE PHOTO: Tennis - ATP 500 - Mexican Open
Esportes

Rafael Nadal desiste do US Open de Tênis por causa da pandemia

Atual campeão e Roger Federer serão as principais ausências no torneio. "Esta é uma decisão que eu nunca quis tomar, mas decidi seguir meu coração", disse o espanhol.