Agências da Caixa em São Paulo vão abrir mesmo com feriado antecipado

Recesso prolongado não afetará pagamento do auxílio emergencial

Publicado em 19/05/2020 - 16:48 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil - Brasília

As agências da Caixa Econômica Federal no estado de São Paulo abrirão nos próximos dias, independentemente da antecipação de feriados na capital e em várias cidades do estado, informou, há pouco, o presidente do banco, Pedro Guimarães. Segundo ele, o banco funcionará inclusive aos sábados para o saque do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras).

“Nosso objetivo é manter o equilíbrio. O auxílio financeiro é fundamental para 60 milhões de brasileiros”, disse Guimarães.

O presidente da Caixa apresentou um balanço do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, que começou ontem (18) para os beneficiários do Bolsa Família. Até as 14h de hoje (19), 3,8 milhões de brasileiros haviam sacado cerca de R$ 3 bilhões nas agências do banco, nos caixas eletrônicos e em casas lotéricas.

Amanhã (20), o pagamento da segunda parcela deve aumentar com o início da liberação do segundo lote para trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Diferentemente dos inscritos no Bolsa Família, o dinheiro será apenas depositado nas contas poupança digitais e só poderá ser retirado em espécie de 30 de maio a 13 de junho, dependendo do mês de nascimento do beneficiário.

Balanço acumulado

Até as 14h de hoje, a Caixa pagou o auxílio emergencial a 51 milhões de brasileiros, num total de R$ 36,2 bilhões. O número inclui tanto a primeira como a segunda parcela. Se for considerada apenas a primeira parcela, 51 milhões de pessoas receberam R$ 33,2 bilhões.

Segundo Guimarães, a Caixa terminará o mês tendo pagado o auxílio a 59 milhões de brasileiros. Isso porque, de hoje até 29 de maio, um grupo de 8,3 milhões de pessoas que tiveram o benefício liberado recentemente estão sacando a primeira parcela, conforme o mês de nascimento.

Na última sexta-feira (15), a Dataprev, estatal de tecnologia que analisa os pedidos de auxílio emergencial, liberou o benefício a esse contingente.

Calendário

A partir do dia 30, os inscritos no CadÚnico e os trabalhadores informais poderão sacar a segunda parcela em espécie. Até lá, eles apenas poderão movimentar o auxílio emergencial por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos bancários e compras em estabelecimentos parceiros da Caixa.

O presidente do banco explicou que o objetivo do calendário mais espaçado que o do mês passado é evitar aglomerações nas agências, como ocorreu com o saque da primeira parcela.

De hoje até 13 de junho, as agências da Caixa deverão receber cerca de 2,5 milhões de pessoas por dia. “Essa separação que fizemos [no cronograma] faz com que não tenhamos grande demanda concentrada de duas, três semanas atrás”, justificou.

Suspensão de contratos

A vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, apresentou um balanço do Benefício Emergencial (BEm), pago a trabalhadores com contrato suspenso ou jornada reduzida durante a pandemia do novo coronavírus. De 4 de maio até as 14h de hoje, o banco pagou R$ 1,8 bilhão a pouco menos de 2 milhões de trabalhadores.

Do valor pago, R$ 1,2 bilhão foram depositados em contas de correntistas da Caixa Econômica Federal, R$ 608,4 milhões, creditados em contas poupança digitais e R$ 27,8 milhões foram pagos por meio do Cartão do Cidadão.

O BEm equivale a uma parcela do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.