Professores das universidades federais do Ceará decidem aderir à greve nacional

Publicado em 13/08/2015 - 15:47 Por Edwirges Nogueira – Repórter da Agência Brasil - Fortaleza

Professores das universidades federais do Ceará decidiram aderir à greve nacional da categoria, iniciada no dia 28 de maio em vários estados. A decisão foi anunciada pelo Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc), depois de uma consulta que resultou em 961 votos a favor e 610 contra.

Hoje (13) à tarde, haverá assembleia extraordinária para homologar o resultado. Depois disso, a greve dos professores deve começar em dois dias úteis. Eles protestam contra os cortes no orçamento da educação federal e defendem a autonomia das instituições e reestruturação da carreira.

“A greve começa no dia 18, com a instalação do comando de greve. Vamos discutir na assembleia de hoje as atividades e formas de mobilização que ocorrerão, tanto em Fortaleza quanto no Cariri e na Unilab [Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira]”, disse o presidente da Adufc, Leonardo de Almeida.

Para Almeida, o momento é “propício” para buscar negociação com o governo. “A UFC, a UFCA e a Unilab entram no movimento somente agora, mas não deixa de ser importante. É o momento de fazer coro com os colegas das outras universidades para pressionar o governo. Dá para construir e reforçar o movimento docente a nível nacional.”

A partir da decisão, devem aderir ao movimento os professores das universidades Federal do Ceará, Federal do Cariri e da Unilab, que se juntam a mais 35 instituições federais que já estão em greve. Também estão paralisados os Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, de Mato Grosso e da Paraíba, informou o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN).

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias