Justiça do Rio decreta falência do Grupo Galileo de ensino superior

Publicado em 09/05/2016 - 18:41 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Justiça do Rio decretou a falência da sociedade empresária Galileo Administradora de Recursos Educacionais, mantenedora das instituições de ensino superior Centro Universitário da Cidade (UniverCidade) e Universidade Gama Filho. Na decisão, o juiz Fernando Cesar Ferreira Viana, titular da 7ª Vara Empresarial do Rio revogou o deferimento da recuperação judicial solicitado pela empresa, destacando a falta de atividade empresarial e a inexistência de patrimônio do grupo.

“Não bastasse a comprovada falta de atividade empresarial e consequente rentabilidade, se mostra evidente ainda a inexistência de patrimônio - próprio da devedora - capaz de gerar capital que possa fazer frente ao vultoso passivo constituído”.

O juiz destacou ainda o fato de a própria Galileo reconhecer não ter a estrutura necessária para garantir as condições financeiras capazes de aprovar o plano de recuperação judicial, em razão das ações judiciais sobre a propriedade dos bens imóveis da UniverCidade e da Universidade Gama Filho, que seriam utilizados como garantia para pagamento dos credores.

“Restou fulminada a possibilidade do soerguimento da sociedade empresária, haja vista ter sido agora reconhecido pela própria devedora, a inviabilidade legal e técnica da aprovação do Plano de Recuperação Judicial, diante do fato de que a principal solução de mercado nele constituída - venda de ativos das sociedades por ela mantidas para pagamento de créditos comuns - se mostra inverossímil.”

O juiz Ferreira Viana determinou ainda que seja expedido mandado de verificação e lacração dos estabelecimentos dos devedores, devendo o oficial de Justiça apurar se há risco para execução da etapa de arrecadação ou para preservação dos bens da massa falida ou dos interesses dos credores.

Instituições descredenciadas

A  Universidade Gama Filho e a UniverCidade foram descredenciadas pelo Ministério da Educação em janeiro de 2014 devido à baixa qualidade acadêmica, ao grave comprometimento da situação econômico-financeira da mantenedora, o Grupo Galileo, e à falta de um plano viável para superar o problema, além da crescente precarização da oferta da educação superior.

Os alunos da instituição foram transferidos para outras instituições, como a Estácio de Sá (Unesa), Universidade Veiga de Almeida (UVA) e Faculdade de Tecnologia Senac Rio (Fatec), mas os ex-alunos da Gama Filho e da UniverCidade enfrentaram problemas na obtenção de documentos e para obter o diploma.

 

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Força Nacional de Segurança Pública atuará em Moçambique. Vinte bombeiros auxiliarão no resgate das vítimas do ciclone Idai que atingiu mais de 1,8 milhão de pessoas.
Geral

Bombeiros da Força Nacional vão combater incêndios em Mato Grosso

A Portaria 534/2020, assinada pelo ministro André Mendonça, atende pedido feito pelo governador Mauro Mendes e está publicada hoje no Diário Oficial da União. Equipe com 43 militares embarca nesta quarta-feira