Coluna – O dólar, o coronavírus e o futebol

Esporte sofre impacto com alta da moeda e da doença

Publicado em 10/03/2020 - 12:45 Por Sergio du Bocage - Apresentador do programa No Mundo da Bola da TV Brasil. A coluna do apresentador será publicada pela Agência Brasil semanalmente às terças-feiras. - Rio de Janeiro

O salário do técnico Jorge Jesus no Flamengo, somado ao de sua comissão técnica, gira em torno de 400 mil euros por mês. Agora pense na variação do dólar, que impacta na moeda europeia. Esse é apenas um dos exemplos de como devem estar os principais clubes do país, diante dessa questão que tem movimentado o mercado financeiro. Da mesma forma, a chegada do novo coronavírus no país – mais de 900 casos suspeitos e, até agora, 25 confirmados. Os eventos esportivos vão ser impactados, como já acontece na Europa?

No caso do dólar/euro, há, literalmente, os dois lados da moeda. Pois da mesma forma que pagam, alguns clubes têm a receber em moeda estrangeira pela venda de jogadores. Há, também, a possibilidade de algum parceiro comercial manter acordo com valores variáveis. Ou ainda premiações em competições internacionais – Copas Libertadores e Sul-Americana, por exemplo. Esse ano, como campeão da Recopa, o Flamengo recebeu 1,125 milhão de dólares, ou R$ 5,62 milhões na cotação do dia do jogo.

Já o coronavírus, que parece estar controlado até mesmo na China, fez o governo italiano cancelar todos os eventos esportivos até abril, cancelou o torneio de tênis de Indian Wells e até fechou estádios ao público para jogos de futebol – PSG e Borussia Dortmund, pela Liga dos Campeões, vão jogar sem a presença de público – na mesma final da Recopa, o Flamengo teve renda de R$ 5,4 milhões, fato que não seria possível com os portões do estádio fechados.

Por mais vibrante que seja na América do Sul, com suas equipes despontando como favoritas ao título da Copa Libertadores em razão dos investimentos que fazem, o futebol brasileiro ainda é muito dependente do que acontece lá fora. Nossos clubes estão em processo de evolução, da mesma forma que os torcedores, que ainda se movem pela paixão, adquirindo pacotes de sócio-torcedor não para se tornarem parceiros do clube, mas principalmente para a aquisição de ingressos para os jogos.

Por isso, essas altas do dólar e da propagação do novo coronavírus no país preocupam. Em maio começa o Campeonato Brasileiro. Que até lá o país derrube esses dois adversários e o esporte saia vencedor.

Edição: Verônica Dalcanal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
.coronavírus, pandemia, Covid-19
Saúde

Secretário adianta pontos da estratégia de vacinação para covid-19

Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, disse que está sendo feito o mesmo cálculo usado na vacinação contra influenza: cerca de 100 milhões de doses.

Palmeiras x Corinthians, Paulistão
Esportes

Corinthians e Palmeiras disputam hegemonia em finais do Paulistão

Decisão do título começa hoje (5) com o primeiro jogo no Itaquerão, às 21h30. Rivais estão empatados em número de vitórias em seis finais do estadual. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.