Covid-19: Mundial de Vôlei de Praia é adiado para 2022

Justificativa da FIVB foi o adiamento dos Jogos de Tóquio para 2021

Publicado em 24/04/2020 - 11:37 Por Rafael Monteiro - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A pandemia do novo coronavírus (covid-19) tem alterado substancialmente o calendário esportivo. Quando um evento é adiado, muitas vezes a alteração impacta outra competição previamente agendada. Este é o caso do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, em Roma (Itália), que seria realizado no verão europeu, de junho a setembro de 2021. Com o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para julho do ano que vem, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB, sigla em francês) se viu forçada a alterar a data do Mundial para 2022. A sede do evento será mantida na capital italiana.

“Acreditamos que remarcar o Campeonato Mundial de Voleibol de Praia da FIVB em 2021 foi a melhor solução diante do adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Também estamos muito satisfeitos que esse evento permaneça na Itália, uma nação com uma orgulhosa história esportiva. Roma sediou um Campeonato Mundial de Voleibol de Praia da FIVB com muito sucesso em 2011, e estamos extremamente orgulhosos de trazer este prestigiado torneio de volta ao país. Podemos ter que esperar um pouco mais agora para coroar nossos novos campeões mundiais de vôlei de praia, mas sem dúvida valerá a pena quando testemunharmos que os melhores jogadores se enfrentarem em 2022”, disse o brasileiro Ary Graça Filho, presidente da FIVB, no comunicado oficial publicado no site da entidade. 

O Mundial de Vôlei de Praia é disputado a cada dois anos. Na última edição, na cidade de Hamburgo (Alemanha), em 2019, a dupla masculina russa Oleg Stoyanovskiy e Viacheslav Krasilnikov conquistou o ouro. Já no feminino, as canadenses Melissa Humana-Paredes e Sarah Pavan subiram no lugar mais alto do pódio. O Brasil é o maior vencedor da competição desde a sua primeira edição em 1997: soma  ao todo 12 títulos (sete da equipe masculina e cinco da feminina). 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Amapá, Ceará e Rio de Janeiro seguem em alerta de uma segunda onda

O Boletim InfoGripe da Fiocruz indica que Amapá. Ceará e Rio de Janeiro mantêm o sinal de retomada do crescimento de novos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Avião de pequeno porte
Geral

Anac autoriza táxi-aéreo a vender assento individual

As empresas de táxi-aéreo aptas a fazer esse serviço estão listadas no sistema Voe Seguro, e podem ser consultadas no site da Anac. As regras foram publicadas no Diário Oficial da União.

 Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Prossegue combate a incêndio florestal na Serra dos Órgãos

Hoje é o quarto dia consecutivo que o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro atua no combate ao incêndio florestal de grandes proporções no Parnaso.

medicina, hospital, centro cirúrgico, pacientes, tratamento, internação, equipamento hospitalar
Educação

Governo de SP autoriza retomada dos cursos na área da Saúde

Segundo o secretário de Educação de São Paulo, Rossieli Soares, o objetivo da volta das atividades em cursos da área de saúde é "garantir a formação médica”.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, durante aula magna sobre o tema Educação e Democracia: Perspectiva 2018, na abertura do curso da pós-graduação Lato Sensu em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo.
Justiça

Fux convoca audiência sobre horário de funcionamento de tribunais

A reunião está prevista para 2 de outubro e será mais uma tentativa de resolver o conflito que envolve advogados e os tribunais.

Saúde

Pesquisadores desenvolvem tecido capaz de matar o vírus da covid-19

O tecido está sendo produzido no Laboratório de Engenharia de Superfícies da Coppe/UFRJ e tem por objetivo oferecer maior proteção aos profissionais da área de saúde.