Atletismo: Lorraine Martins e Felipe Bardi conquistam ouro na Europa

Velocistas buscam índices para qualificação ao Mundial em agosto

Publicado em 28/05/2023 - 20:23 Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

O atletismo brasileiro brilhou neste fim de semana em meetings (encontros) europeus. Neste domingo (28), a carioca Lorraine Martins conquistou o ouro em Chania (Grécia) e também teve dobradinha brasileira em Rehlingen (Alemanha), com Felipe Bardi e Erik Cardoso, ouro e prata respectivamente. No sábado (27),  Maria Lucineida Moreira e  Jaqueline Beatriz Weber já haviam subido ao topo do pódio, em Manchester (Inglaterra). Os brasileiros buscam pontuar no ranking mundia da World Athletics (Federação Internacional de Atletismo) em busca do índice para participarem do Mundial de Budapeste (Hungria), em agosto, uma das principais oportunidades para se alcançar o índice olímpico para os Jogos de Paris 2024.

Felipe Bardi, técnico darci ferreira e erik cardoso - dupla foi ouro e prata no Grand Prix de Rehlingen, em 28/05/2023
Felipe Bardi, medalha de ouro no Meeting de Rehlingen ao lado do técnico Darci Ferreira, e de Erik Cardoso (na extremidade direita), que conquistou a prata na prova dos 100m - CBAt/Divulgação

No Meeting Internacional de Chania (Grécia), Lorraine Martins venceu os 100 metros, com 11s.42 (0.3), deixando para trás a suíça Salomé Kora (11s48) que ficou com a prata, e a eslovaca Viktória Forster (11s65) com o bronze. Também na Grécia, nos 400m com barreiras, a brasileira Chayenne Pereira da Silva faturou o bronze ao completar a prova em 56s57.A vencedora foi a tcheca Nikoleta Jichova (55s92), seguida da grega Dimitra Gnafak (56s24).

Já a dobradinha brasileira no Meeting Internacional de Rehlingen, ocorreu três dias após Erik Cardoso e Felipe Bardi terem conquistado ouro e prata, respectivamente, no Meeting do Chipre. Neste domingo (28), eles inventaram as posições no pódio. Bardi cruzou primeiro a linha de chegada da prova dos 100m em 10s16 (1.2) e Cardoso (10s20) passou em segundo lugar. O bronze ficou com belga Vleminckx Kobe (10s22). 

No sábado (27), a paraibana Maria Lucineida Moreira, de 21 anos, ganhou em sua estreia em Meeting Sênior e Sub 20 a prova dos 5000m em Manchester (Inglaterra): completou o percurso em 16m24s41, mais de seis segundo à frente das britânicas Tia Wilson e Rebecca Flaherty, prata e bronze respectivamente. 

 A outra medalha de ouro em Manchester ficou com a gaúcha Jaqueline Beatriz Weber, na prova dos 800m. A atleta terminou a corrida em 2min03s84. Em segundo lugar ficou a indiana Harmilan Bains-Kaur (2min04s56) e em terceiro a britânica Indienne King (2min05s56).

Ciclo para Paris 2024

Há duas maneiras de os atletas assegurarem uma vaga olímpica nos Jogos de Paris: atingindo os índices estabelecidos pelos eventos no período de classificação ou pelo ranking mundial da ranking da World Athletics - a totalização começou a valer em 1º de julho e vai até 30 de junho de 2024. Nas provas individuais, serão permitidos até três atletas por país.

O Mundial de Budapeste, em agosto, e os torneios nacionais (Troféu Brasil) são as principais competições na busca pelo índice olímpico para provas individuais. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Últimas notícias