Polícia fará ofensiva no Complexo do Alemão, diz comandante das UPPs

Publicado em 14/03/2014 - 20:24 Por Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O comandante das unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), coronel Frederico Caldas, informou hoje (14) que a polícia fará uma grande ofensiva a partir de amanhã (15) no Complexo do Alemão e da Penha, onde foi morto ontem (13) o tenente Leidson Acácio Alves Silva, subcomandante da UPP da Vila Cruzeiro.

Rio de Janeiro - Enterro do subcomandante da UPP da Vila Cruzeiro,  Leidson Acácio Alves Silva. Ele foi morto enquanto patrulhava a comunidade na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Enterro do subcomandante da UPP da Vila Cruzeiro, Leidson Acácio Alves Silva, morto enquanto fazia patrulhamento na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha Tomaz Silva/Agência Brasil

“Essas operações serão desencadeadas de imediato, com as presenças do Bope [Batalhão de Operações Especiais] e do Batalhão de Choque. A gente vai fazer, sem dúvida alguma, a maior ofensiva no Complexo do Alemão, desde que ele foi ocupado. Isso advém da necessidade de demonstração de força cada vez maior. Na medida em que houver essas reações por parte do crime organizado, o Estado vai se fazer cada vez mais presente. É uma espécie de remédio. Na mesma proporção que esses episódios forem ocorrendo, a resposta será extremamente dura”, disse o coronel, durante o sepultamento de Leidson, na tarde de hoje, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Caldas reconheceu que os policiais vêm enfrentando muita dificuldade no complexo de favelas da zona norte, principalmente à noite. “Nós atuamos em um cenário extremamente difícil. As medidas que já vínhamos adotando, como uma quantidade maior de policiais nos patrulhamentos, vão ser intensificadas. A gente vai ter uma quantidade ainda maior e nós vamos ocupar pontos estratégicos. Vamos ter a presença definitiva do Bope.”

Segundo ele, 100 policiais das UPPs serão treinados pelo Bope e formarão um grupo de intervenção, especializado em progressão no terreno de favelas. Com o crescimento vertical das favelas, o comandante diz que "as condições são extremamente adversas" para policiamento, "fazendo com que fiquemos em uma situação de muita vulnerabilidade. Esses treinamentos serão muito importantes.”

O treinamento levará pelo menos uma semana e já começa amanhã (15). “Teremos uma tropa para pronto emprego, de imediato, no próprio terreno. O Choque fará um trabalho de reforço no entorno.”

Caldas reconheceu que a tropa que atua nas UPPs é pouco experiente. “Sendo muito honesto, é claro que estamos tratando de uma tropa de policiais muito jovens, muitos deles saídos das escolas em pouco tempo. Nenhum curso prepara para condições tão hostis. Ninguém consegue reproduzir um cenário tão hostil como a gente enfrenta hoje. O desafio é fazer com que os soldados estejam cada vez mais preparados.”

Entre os presentes ao enterro, estava Maria Liduína Anderezo, que carregava um cartaz com a foto do filho que era policial e morreu em um assalto em junho de 2012. “Todo enterro de polícia eu venho, para ser solidária. Eu venho aqui representando todas essas mães”, disse Maria Liduína, que tem outro filho policial militar e é casada com um sargento reformado.

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.