Prefeito do Rio alega que reajuste vai pagar ar-condicionado na frota de ônibus

Publicado em 06/01/2015 - 20:50 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse hoje (6) que a promessa de dotar toda a frota de ônibus municipais de refrigeração foi feita por ele em 2012 e fixava o prazo de quatro anos para ser efetivada, mas já está sendo posta em prática, e o custo dessa melhoria justifica o aumento das tarifas autorizado hoje (6), no Diário Oficial da prefeitura do Rio de Janeiro.

Paes garante que a renovação da frota deve ser feita com ar-condicionado, obrigatoriamente, desde 2014. “Ou seja, a cidade do Rio não receberá mais nenhum ônibus que não tenha ar-condicionado. Isso ia demorar dez anos. Então, se queremos antecipar investimento e é mais caro comprar ônibus com ar-condicionado, significa um custo e esse custo é que foi repassado”. Para acelerar o processo de substituição da frota, de acordo com o prefeito, há um custo maior e, ao contrário de outras cidades que aumentaram as passagens, há benefícios para os usuários no caso do Rio de Janeiro.

Em relação à gratuidade para os estudantes, ele ressaltou que houve uma recomendação do Tribunal de Contas do Município de que não se fizesse o pagamento. “Ao receber essa recomendação, deixamos de retirar esse recurso da educação do município, que era o que acontecia. Era dinheiro da educação.”

Na revisão tarifária que ocorrerá em outubro próximo, que é um estudo sobre planilha de custos, o prefeito disse que pretende mudar a parte relativa à tarifa, feita a partir do custo da empresa: “Se a empresa for ineficiente, incompetente, não operar bem o consórcio, a população acabará pagando essa deficiência. Quero mudar esse modelo”.

O prefeito do Rio disse ainda que não se pode esperar a revisão tarifária para atingir a meta de 100% da frota com ar-condicionado. “Nós vamos deixar perto de 100%, se não 100%, ao mesmo preço do bilhete único e isso é custo. E esse custo alguém tem que pagar”, garantiu.

Edição: Jorge Wamburg

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página