Rio: mercado popular da Uruguaiana é liberado aos comerciantes

Publicado em 13/07/2015 - 22:28 Por Da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Todos os 1,6 mil boxes do mercado popular da Rua Uruguaiana, no centro do Rio de Janeiro, foram liberados para reabrir ao comércio no fim da tarde de hoje (13). Apesar da liberação, nem todos os comerciantes reabriram as portas, por estarem sem produtos e pela falta de luz em alguns setores, o que complica o comércio no local. Os camelôs chegaram a protestar na pista lateral da Avenida Presidente Vargas, na altura da Uruguaiana, para pressionar a liberação do comércio no camelódromo.

As 4,5 toneladas de produtos apreendidos durante a operação vão passar por perícia técnica para determinar a procedência das mercadorias e separar as legais das que comprovadamente são falsificadas, pirateadas ou contrabandeadas. Os comerciantes que apresentarem comprovante dos produtos originais terão a mercadoria devolvida.

De acordo com a presidente da Comissão de Quadras do mercado popular, Iara Silva da Cunha, a manifestação foi para forçar uma atitude da delegada titular da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial, Valéria Aragão, que manteve o espaço fechado por muito tempo. “Ela [Valéria] vai educar as pessoas para não trabalharem mais com pirataria para voltar a funcionar”, ressaltou.

A delegada disse que durante o fim de semana e hoje foram feitos os processos de identificação dos boxes pela prefeitura e Polícia Civil, porque a maior parte deles não tem identificação visual, o que dificulta uma responsabilização criminal e propicia injustiças. “Nós estamos procurando identificar o que está acontecendo para saber qual o responsável por cada box”, acrescentou.

A delegada esclareceu aos camelôs que o foco da operação é o mercado popular da Uruguaiana, que é “um símbolo nacional de pirataria e de produtos contrabandeados e roubados”, mas adiantou que haverá outras ações de combate à pirataria no entorno da região. Ela reconhece, porém, que “não tem como fazer uma operação simultânea em todo estado ou em todo o município do Rio de Janeiro”.

Durante a operação, os comerciantes fizeram o recadastramento dos boxes junto à prefeitura para receber o alvará de legalização. De acordo com a Secretaria Municipal de Ordem Pública, os boxes com produtos piratas, falsificados ou contrabandeados sofrerão processos e poderão não ter seus alvarás concedidos. Dos 1,6 mil boxes, cerca de 380 estão sob suspeita de negociarem produtos ilegais.

A operação de combate à pirataria, no mercado popular da Uruguaiana, foi deflagrada na última terça-feira (7) com a finalidade de legalizar todo o comércio do camelódromo. Para isso, policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial trabalharam em conjunto com fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública.


Fonte: Rio: mercado popular da Uruguaiana é liberado aos comerciantes

Edição: Stênio Ribeiro

Últimas notícias