Em 1920, Afrânio e Paraense foram os primeiros heróis olímpicos brasileiros

Publicado em 03/03/2016 - 05:51 Por Da Agência Brasil - Brasília

rio2016_banner

 

Afrânio Antônio da Costa foi o primeiro esportista a ganhar uma medalha olímpica – de prata - para o Brasil, em 1920, nos Jogos de Antuérpia, na Bélgica, numa prova de tiro. Ele alcançou o feito um dia antes de Guilherme Paraense entrar para a história com a conquista da primeira medalha de ouro do Brasil, também no tiro, na mesma competição, mas em outra modalidade. Como atletas, os dois defenderam o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Primeiros heróis olímpicos do Brasil, mas hoje quase esquecidos pelo esporte do país, os dois também foram vencedores na competição por equipes, o que lhes garantiu e ao time brasileiro a medalha de bronze de terceiro lugar, superando os Estados Unidos, cuja delegação havia emprestado as armas e as balas para eles competirem, pois os equipamentos dos brasileiros haviam sido roubados durante a acidentada viagem da equipe para a Bélgica.

Afrânio Costa somou 489 pontos na prova de pistola livre, distância de 50 metros, realizada no dia 2 de agosto de 1920, o que lhe valeu a medalha de prata. A arma era um Colt 22 emprestado pelos americanos e  Afrânio  terminou na frente de Alfred Lane (medalha de bronze), mas atrás do também americano Karl Frederick (medalha de ouro). Oito anos antes, com o mesmo Colt 22, Lane ganhara o ouro em Estocolmo.

Depois de encerrar a carreira de atleta, Afrânio Costa seguiu no esporte como dirigente e no Direito, como juiz, ministro do Tribunal Federal de Recursos e do Supremo Tribunal Federal, em Brasília. Nasceu em Macaé (RJ), em14 de março de 1892, e faleceu na cidade do Rio de Janeiro, em  26 de junho de 1979.

Guilherme Paraense

Guilherme Paraense venceu na pistola rápida em Antuérpia, com um tiro certeiro na mosca, e deu ao Brasil o primeiro ouro olímpico Domínio Público

Natural de Belém do Pará e tenente do Exército formado na Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro,  em Antuérpia Guilherme Paraense venceu a prova de pistola rápida, acertando um tiro na mosca na prova de desempate individual e conquistando a primeira medalha de ouro olímpica brasileira, em 3 de agosto de 1920, um dia depois de Afrânio Costa conquistar a prata na pistola livre, e foi  bronze por equipe na prova de pistola livre. Ele somou 274 pontos,  dois a mais do que o norte-americano Raymond Bracken, que ficou com a medalha de prata; e cinco a mais do que o suíço Fritz Zulauf, medalha de bronze.

Paraense e outros sete atletas do tiro brasileiro viajaram por conta própria para a Europa no navio Curvello e desceram em Lisboa, de onde seguiram de trem até a Bélgica, porque o navio não chegaria a Antuérpia a tempo de participarem das provas. Ao todo, foram 27 dias de viagem e em Bruxelas parte das armas e a munição da equipe foram roubadas.

Apesar dos contratempos, Paraense  brilhou na prova de pistola rápida e garantiu a primeira medalha de ouro olímpica do Brasil. Na volta ao país, ele continuou a carreira esportiva como atleta do Fluminense, do Rio, e a carreira militar, até deixar o Exército, reformado em 1941 como tenente-coronel. Em 1968, morreu aos 83 anos, de enfarte, na cidade do Rio de Janeiro.

 

Edição: Jorge Wamburg

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
.coronavírus, pandemia, Covid-19
Saúde

Secretário adianta pontos da estratégia de vacinação para covid-19

Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, disse que está sendo feito o mesmo cálculo usado na vacinação contra influenza: cerca de 100 milhões de doses.

Palmeiras x Corinthians, Paulistão
Esportes

Corinthians e Palmeiras disputam hegemonia em finais do Paulistão

Decisão do título começa hoje (5) com o primeiro jogo no Itaquerão, às 21h30. Rivais estão empatados em número de vitórias em seis finais do estadual. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.