Federação da Cruz Vermelha monitora ações contra zika e dengue no Brasil

Publicado em 13/06/2016 - 16:13 Por Isabela Vieira – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A experiência da Cruz Vermelha Brasileira no combate ao mosquito transmissor da dengue será conhecida hoje (13) por especialistas da federação internacional de mesmo nome. No fim de 2015, a organização estrangeira arrecadou 10 milhões de francos suíços para combater a zika e a dengue nas Américas. Além de exterminar o mosquito transmissor, o objetivo é mudar os hábitos da população local para acabar com criadouros.

A comitiva da Federação Internacional da Cruz Vermelha é composta por sete pessoas, entre elas, o epidemiologista colombiano Wbeimar Sanchez, que atuou contra o surto de ebola em países da África, em 2014. Hoje, a equipe será apresentada ao programa no Rio e amanhã (14) estará na Paraíba, acompanhando ações na prática. Ao todo, 12 estados do país participam da campanha contra o Aedes aegypti, por meio do voluntariado da Cruz Vermelha.

A coordenadora da Cruz Vermelha Brasileira, Anete Teixeira, disse que, mudar hábitos da população requer mais que mutirões de combate ao mosquito. Ela defende ações continuadas de informação e monitoramento para ver se as pessoas estão seguindo as orientações de saúde contra o mosquito. “Nossos voluntários vão nas comunidades nesta semana e retornam na semana que vem. Vai ver se encontra o mesmo foco, se diminuiu ou aumentou”, disse.

Os voluntários alimentam um aplicativo que permite o monitoramento das ações em tempo real. O resultado também é usado na comparação com os boletins oficiais de saúde.

Segundo Anete, apesar de avanços, a falta de limpeza urbana e de saneamento no interior e em aldeias indígenas dificultam o combate e agravam a transmissão de doenças. A coordenadora alertou para a volta de enfermidades graves pela falta de ações básicas de saúde.

“Estivemos em três aldeias de índios Xavantes no Mato Grosso. Levamos informação não só sobre a zika, mas sobre tuberculose e hanseníase, que estão se tornando uma realidade lá”. Ela também criticou a capital Porto Velho, por não ter lixeiras nas ruas.

Na América do Sul, o programa da Cruz Vermelha também é replicado na Bolívia e na Venezuela. As ações devem durar até agosto, caso não haja novo aporte de recursos.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vem Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na Região Metropolitana.  

 


 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

 

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

 

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

Esportes

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Cancelamento ocorreu 10 minutos antes do jogo começar. É que 10 jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, sendo 8 titulares. Partida ainda não tem nova data.

 

O filme Yover, produzido por Edison Sanchez e Miguel Zanguña Billalva, será exibido na Mostra Ecofalante
Geral

Mostra traz filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais

O 9 º Festival Ecofalante vai de 12 de agosto a 20 de setembro. Terá sessões online por causa da pandemia. Os filmes ficam disponíveis por períodos que variam de 24 horas a dez dias.