Morador de rua é encontrado morto no centro de SP

Publicado em 24/08/2016 - 21:29 Por Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Uma pessoa em situação de rua foi encontrada morta hoje (24), no Viaduto do Chá, no centro da capital paulista. A causa da morte ainda é desconhecida e será investigada pela perícia da Polícia Científica. A informação foi confirmada pela prefeitura.

Segundo a prefeitura, o corpo do morador de rua foi encontrado esta manhã por agentes da Guarda Civil Metropolitana. Agentes de assistência social do município informaram que a pessoa dormia há algumas noites na Galeria Prestes Maia, no centro de São Paulo, e que hoje apareceu no serviço apenas para tomar café da manhã. Ontem (23) à tarde, agentes de saúde teriam abordado o morador de rua, mas ele recusou atendimento.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, a prefeitura tem reforçado os atendimentos de saúde e de assistência social durante os meses de inverno. Duas tendas foram montadas para os moradores de rua na cidade: uma no Viaduto do Chá e outra na região da Mooca, no Viaduto Guadalajara, na zona leste da capital. Os equipamentos funcionam das 19h às 7h e possuem camas, alimentação, atendimento de equipes de saúde e de assistência social.

Na Praça da Sé, ato lembrou moradores de rua mortos em junho, provavelmente por causa do frio

Em junho, protesto na Praça da Sé lembrou moradores de rua mortos na capital paulista, provavelmente por causa do frio Arquivo/Elaine Patrícia Cruz/Agência Brasil 

“Desde junho, quando foram montadas, as tendas receberam mais de 5 mil pessoas em situação de rua. De 1/6 a 22/8, o Samu [Seviço de Atendimento Móvel de Urgência] recebeu 1.547 chamados gerais de toda e qualquer pessoa que esteja em situação de rua com o protocolo Operação Baixas Temperaturas”, informou o órgão. Para ser atendido nas tendas, o morador de rua deve ir espontaneamente ou por encaminhamento dos serviços de saúde.

A tenda instalada no Viaduto do Chá, segundo a prefeitura, era inicialmente destinada a homens e mulheres com carroças ou que possuíam animais de estimação. Em decorrência da baixa adesão, o local passou a receber apenas mulheres. Os homens em situação de rua que recorrem ao espaço são encaminhados para o abrigo emergencial montado na Galeria Prestes Maia, que também recebe carroças e animais.

Operação no inverno

A Operação Baixas Temperaturas entra em alerta quando a cidade registra 13 graus Celsius (ºC) ou menos. Durante o mês de julho, 26 dias registraram temperaturas iguais ou menores que esse limite. Já em agosto, entre os dias 1º e 20, as temperaturas foram mais elevadas, com exceção do início desta semana, quando a chegada de uma nova frente fria derrubou as temperaturas a mínima de 10°C.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a temperatura média na capital paulista durante a madrugada desta quarta-feira chegou a 13°C. Já a madrugada de amanhã (25), segundo o CGE, não será tão gelada quanto as outras.

Edição: Luana Lourenço

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias