Obra da Sabesp concede água para 39 milhões de pessoas no Rio e em SP

Publicado em 03/03/2018 - 16:35 Por Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Foi entregue hoje (3) pelo governo estadual na cidade de Nazaré Paulista, no interior paulista, uma obra da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que aumenta a disponibilidade de água para 39 milhões de pessoas nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. A obra consiste na interligação Jaguari-Atibainha que conecta duas bacias hidrográficas diferentes. Com isso será possível transferir água de uma região para a outra de acordo com a necessidade.

A obra, que teve investimento de R$ 555 milhões financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), beneficia a região metropolitana de São Paulo, de Campinas, o Vale do Paraíba e o estado do Rio de Janeiro, incluindo a capital. A partir de hoje a água está sendo bombeada em operação assistida em direção à represa Atibainha, que faz parte do Sistema Cantareira, que poderá receber 162 bilhões de litros por ano. 

Segundo informações da Sabesp, a água captada na represa Jaguari, em Igaratá, no Vale do Paraíba, percorre quase 20 quilômetro para chegar à represa Atibainha, em Nazaré Paulista. “Seis bombas vão impulsionar a água morro acima para superar a montanha que separa as duas represas. Serão 5.130 litros de água por segundo para o Cantareira. Esta vazão passa pela estação de tratamento suficiente para abastecer 1,5 milhão de pessoas”, diz a Sabesp.

De acordo com a companhia, o sentido inverso está em fase final de construção e aproveitará o mesmo túnel e a mesma adutora. “A água da represa Atibainha poderá também ser bombeada até a represa Jaguari, que pertence à bacia do Paraíba do Sul. Dessa forma, aumentará a segurança hídrica de todas as cidades que captam água dessa bacia. Isso inclui o Vale do Paraíba e a Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Serão 12.200 litros de água por segundo.”

Segundo o governador Geraldo Alckmin, a obra trará segurança hídrica para o estado enfrentar grandes mudanças climáticas. “Quando chove demais a gente guarda água. Quando faz seca, a gente tem água guardada. Isto vai beneficiar muito a região de Campinas, a região metropolitana de São Paulo e até o Rio de Janeiro, porque é mão dupla. Quando sobra aqui guarda no Jaguari e vice-versa. Até dia 31 deste mês para inauguarar o sentido inverso”.
 

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Soccer Football - Brasileiro Championship - Palmeiras v Corinthians - Pacaembu Stadium, Sao Paulo, Brazil - November 9, 2019   Palmeiras' Bruno Henrique celebrates scoring their first goal   REUTERS/Rahel Patrasso
Esportes

Rivais divergem sobre testes da covid-19 antes de final do Paulistão

Com time confinado, Corinthians dispensa exames para detectar a presença do novo coronavírus. Palmeiras contesta posição do rival.

Brenda Castillo, líbero, Sesi Vôlei Bauru
Esportes

Sesi Bauru e Montes Claros América investem pesado em reforços

 A renomada líbero dominicana Brenda Castillo retorna ao time paulista. Quem também está de volta é o experiente Tiago Brendle, de 34 anos, que fechou com o clube mineiro.

Comércio da cidade do Rio de Janeiro funciona com restrições
Saúde

Estado do Rio tem 168.064 casos de covid-19 desde início da pandemia

Desde ontem foram registrados 32 óbitos e 839 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O estado soma agora 13.604 mortes pela doença e 144.850 pacientes recuperados. 

Hospital de campanha do Maracanã no Rio de Janeiro
Justiça

Justiça do Rio impede fechamento de hospitais de campanha

Segundo secretaria, hospitais de São Gonçalo e do Maracanã estão abertos, mas sem pacientes por causa de vagas em unidades regulares da rede estadual.

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa , após reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada
Justiça

Defesa de Onyx assina acordo de não persecução penal com a PGR

Apesar do acordo fechado com a PGR, é necessário que o caso seja analisado pelo Supremo Tribunal Federal. Ministro-relator vai decidir se homologa acordo.

Hospital de campanha para vítima de Covid-19 em Santo André, São Paulo
Saúde

Covid-19: Brasil registra mais 561 mortes; total chega a 94.665

Doença atingiu 2,75 milhões de brasileiros; 69,5% já se recuperaram. Atualmente, 743.334 pacientes estão em acompanhamento.