Aeronáutica inaugura sala de comando e controle para Copa América

Publicado em 10/06/2019 - 13:07 Por Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Comando da Aeronáutica inaugurou na manhã de hoje (10) a Sala Master de Comando e Controle para a Copa América 2019, evento esportivo que começa na sexta-feira (14) e vai até 7 de julho. Do local, que fica no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, serão monitorados os sete aeroportos das cinco cidades-sede da competição: Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador.

Ouça na Rádio Nacional:

A sala é reinaugurada a cada grande evento no país. A primeira vez que o controle integrado funcionou foi durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), em 2012, e o local foi reativado também para a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, ambos em 2013, na Copa do Mundo 2014 e nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Instalação da sala para monitoramento de aviação durante Copa América
O comandante do CGNA, coronel aviador Sidnei Nascimento de Souza apresenta o projeto - Tânia Rêgo/Agência Brasil

Segundo o comandante do CGNA, coronel aviador Sidnei Nascimento de Souza, o trabalho tem sido um sucesso na garantia do pleno funcionamento dos aeroportos. “A sala master é reativada sempre que temos um grande evento, para que as necessidades pontuais daquele evento sejam totalmente cumpridas em coordenação expressa com o nosso cotidiano. O objetivo real é darmos o máximo de conforto aos usuários, para que não tenhamos nenhum tipo de atraso durante os eventos.”

Ele explicou que o levantamento para a implantação do projeto foi feito na Alemanha, durante a Copa de 2006, e na África do Sul, na Copa de 2010. Disse ainda que não haverá restrições no espaço aéreo durante o evento.

Japão e Qatar

O secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, destacou que representantes do Japão e do Qatar, países que participam como convidados da Copa América e sediarão a próxima Olimpíada, em 2020, e a próxima Copa, em 2022, respectivamente, virão para acompanhar os trabalhos operacionais.

Instalação da sala para monitoramento de aviação durante Copa América
A sala fará a integração e o monitoramento das operações nos aeroportos - Tânia Rêgo/Agência Brasil

“O Japão e o Qatar são convidados de honra para essa Copa América, eles participarão da competição, e existem equipes também desses países acompanhando as operações nos bastidores. É normal acontecer, o Brasil fez isso na Alemanha e na África do Sul, pra que um país vá aprendendo e vá passando o que tem de melhores experiências para os países que vão sediar os próximos grandes eventos”.

Instalação da sala para monitoramento de aviação durante Copa América
Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) fará o controle - Tânia Rêgo/Agência Brasil

Segundo o secretário, a estimativa é de que o Brasil tenha de 7,5 milhões a 8 milhões de turistas nas operações da Copa América. A sala master funciona até o dia 14 de julho.

Participam do monitoramento o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), a Secretaria de Aviação Civil (SAC), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e as concessionárias responsáveis pelos terminais, além de representantes da aviação executiva.

Assista na TV Brasil: Inaugurada sala de operações de aeroportos das sedes da Copa America

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias