Calçadão de Copacabana ganha estátua em homenagem a Ayrton Senna

Mario Pitanguy esculpiu tricampeão da Fórmula 1 em tamanho real

Publicado em 28/12/2019 - 19:17 Por Léo Rodrigues - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Há alguns anos, quem passeia pela orla da zona sul do Rio de Janeiro costuma se deparar com estátuas de algumas celebridades da cultura brasileira que já estão falecidas. Entre elas estão Carlos Drumond de Andrade e Dorival Caymmi, em Copacabana; Tom Jobim, em Ipanema; e Clarice Lispector; no Leme. Neste fim de 2019, esse time de escritores e músicos ganhou a companhia de mais um compatriota, mas dessa vez famoso pelos feitos no mundo esportivo: o piloto Ayrton Senna.

A estátua de bronze do tricampeão da Fórmula 1 está instalada desde a sexta-feira (27) no calçadão de Copabacana, em frente ao Hotel Copacabana Palace. A novidade chama a atençao de cariocas e turistas e muitos deles não perdem a oportunidade de posar para fotos.

 Estátua do piloto Ayrton Senna em tamanho real é instalada no calçadão de Copacabana
Estátua do piloto Ayrton Senna em tamanho real é instalada no calçadão de Copacabana - Fernando Frazão/Agência Brasil

A escultura foi doada pela agência de viagens virtual Hurb - Hotel Urbano. "Só queria dizer que preparamos um presente pra cidade! Uma estátua em tamanho real do Ayrton Senna para homenagear um dos maiores brasileiros de todos os tempos", anunciou a empresa pelas redes sociais.

O artista responsável pelo trabalho é o escultor Mario Pitanguy. Ele retratou Senna em tamanho real trajando uma macacão. O piloto está no degrau mais alto de um pódio e celebrando uma vitória com a bandeira do Brasil nas mãos.

Na tarde de hoje (28), Pitanguy compartilhou em suas redes sociais uma foto de vários turistas interagindo com a estátua. "Para mim, esse é o verdadeiro significado desta foto: 'Acredite nos seus sonho! Invista em seu trabalho, estude duro! No final tudo valerá a pena!'", escreveu.

Ayrton Senna foi campeão da Fórmula 1 nos anos de 1988, 1990 e 1991. Ele morreu em 1994 após um acidente no Grande Prêmio de San Marino. Seu funeral e velório provocaram uma grande comoção em todo o Brasil. Sua morte completou 25 anos em maio deste ano. Ainda hoje, ele detém recordes na principal categoria do automobilismo. Ao todo, o piloto brasileiro participou de 161 corridas da Fórmula 1, alcançando 41 vitórias, 80 pódios, 65 pole positions e 19 voltas mais rápidas.

Edição: Aline Leal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.