Ozires Silva, fundador da Embraer, completa 90 anos

Piloto da FAB por formação, veterano se dedicou à aviação nacional

Publicado em 09/01/2021 - 13:20 Por Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Fundador da Embraer, o coronel Ozires Silva completou 90 anos ontem (8). A companhia lançou um curta-metragem em animação que retrata a trajetória e obstáculos que Ozires teve que enfrentar para conseguir colocar em prática o sonho de fabricar aviões no Brasil.

Assista aqui ao curta-metragem:

Nascido em Bauru, no interior paulista, Ozires iniciou a carreira na Força Aérea Brasileira em 1948. Como piloto, serviu na região da Amazônia. Em 1959, se mudou para São José dos Campos para estudar engenharia aeronáutica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Em 1965, chefiou a equipe de 300 pessoas que desenvolveu o primeiro avião brasileiro. A Embraer, então uma empresa estatal, foi fundada em 1970 para fazer a produção em série da aeronave de pequeno porte, chamada de Bandeirante.

Ozires permaneceu à frente da Embraer até 1986, quando foi designado presidente da Petrobras. Em 1994, voltou a comandar a fabricante de aviões para conduzir o processo de privatização da empresa.

Veja a matéria do Repórter Brasil, da TV Brasil:

Otimismo

“A Embraer foi criada por sonhos. Sonhos, iniciativa e competência de pessoas como vocês que ao longo do tempo que se dedicaram, com muito esforço, a vencer no mundo competitivo que nós vivemos hoje”, disse o coronel em mensagem em vídeo aos funcionários da companhia lançada em abril do ano passado. Na ocasião, acabava de ser anunciada a desistência da norte-americana Boeing de se fundir com a Embraer.

Ozires passou uma mensagem de otimismo em relação ao futuro da fabricante brasileira, mesmo após a desistência do negócio planejado por anos e a retração do mercado provocada pela pandemia de coronavírus. “Pensem que a Embraer vai ter que enfrentar esse desafio como foi o desafio de fabricar aviões, conquistar o mercado internacional, conseguir as certificações necessárias, enfim, fazendo com que os nossos aviões estejam voando no mundo todo”, disse à época.

“Essa nossa companhia veio ao mundo para ficar. Ela vai permanecer ao longo de muitos anos, gerando empregos, oportunidades e criando subsidiárias”, previu.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias