Fecomércio e Liesa criam programa de reciclagem para o carnaval

Previsão é que sejam coletados entre 8 e 10 toneladas de latinhas

Publicado em 14/02/2023 - 13:11 Por Francisco Eduardo Ferreira - Estagiário da Agência Brasil * - Rio de Janeiro

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) e o Sistema Fecomércio do estado (Sesc RJ e Senac RJ) oficializaram uma parceria que pretende fazer do carnaval carioca o maior evento lixo zero do mundo. O objetivo é evitar o descarte incorreto de toneladas de resíduos do desfile e servir de exemplo.

A parceria para o programa Recicla Sapucaí foi assinada pelos presidentes da Liesa, Jorge Perlingeiro, e do Sistema Fecomércio RJ, Antônio Florêncio.

Lixo coletado

O Recicla Sapucaí contará com 15 máquinas de corte e fragmentação de metais, plásticos e vidros dispostas pela passarela do samba, para que o público deposite os resíduos. Agentes serão distribuídos pela plateia para atuar no convencimento dos consumidores.

As latinhas de alumínio terão uma atenção especial do Programa Cada Lata Conta, em parceria com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas), iniciativa mundial existente há 14 anos, em 19 países. Mais de 100 catadores de cooperativas do Rio de Janeiro farão a coleta, triagem e destinação correta dos resíduos. Todo material recolhido será revertido para os próprios catadores, com reversão em renda. No ano passado, foram coletadas 8 toneladas de latinhas na Sapucaí e este ano a previsão é de que sejam coletadas entre 8 e 10 toneladas.

Liesa

Na cerimônia de assinatura, o presidente da Liesa salientou que“a parceria vai trazer uma amplitude maior ao nosso trabalho, porque nós não fazemos só carnaval, nós temos projetos junto às nossas 12 comunidades. O Sesc e o Senac têm muito a contribuir com ações sociais e cursos profissionalizantes durante todo o ano”, disse Perlingeiro

Sesc e Senac

O acordo prevê, ainda, que alunos do Senac coloquem em prática seus conhecimentos na avenida, tais como customização de roupas, maquiagem cenográfica e cobertura fotográfica. A Cidade do Samba e a Sapucaí estarão abertas ao Sesc, ao longo de todo o ano, para passeios de projetos como Turismo Social, Educação Infantil e Sesc+ Esporte.

A capacitação de mão de obra para a indústria do carnaval e a trabalhos sociais voltados às comunidades envolvidas com o espetáculo serão uma extensão da parceria, iniciando com tratamentos odontológicos gratuitos nas Unidades Móveis OdontoSesc.

* Estagiário sob supervisão de Akemi Nitahara

Edição: Fernando Fraga

Últimas notícias