Comissão Europeia já tem plano detalhado para saída da Grécia da zona do euro

Publicado em 07/07/2015 - 20:38 Por Da Agência Lusa - Bruxelas

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, admitiu hoje (7) que há um plano detalhado para eventual saída da Grécia da zona do euro, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse que Atenas tem apenas "cinco dias" para evitar um "cenário negro".

Em coletiva de imprensa, após mais uma reunião de emergência da zona euro, em Bruxelas, Juncker admitiu pela primeira vez que há planos de contingência na Comissão Europeia para um cenário em que se concretize a saída da Grécia da zona euro.

"A Comissão está preparada para tudo, temos um cenário de Grexit [saída da Grécia do euro] preparado em detalhes", afirmou o líder do Executivo comunitário.

O presidente do Conselho Europeu, apesar de manter a ideia de que o lugar da Grécia é na zona do euro, admitiu que não se pode excluir o cenário mais negativo, em que não há acordo entre a Grécia e os credores, o que deixaria o país numa situação muito difícil, com falência do sistema bancário grego. "A situação é realmente crítica e infelizmente não podemos excluir um cenário negro, de não acordo até domingo", afirmou.

Donald Tusk confirmou que haverá novamente reuniões de alto nível no domingo. Se houver um acordo até lá, deverá haver uma cúpula da zona euro, para dar o apoio político a um terceiro resgate à Grécia.

Se não houver acordo, será marcada uma cúpula com os chefes de Estado e de Governo dos 28 países da União Europeia, uma vez que um Grexit terá efeito em todo o espaço comunitário e, nesse caso, também será necessário preparar um plano de ajuda humanitária.

Amanhã (8), o governo grego deverá fazer um novo pedido de ajuda financeira ao fundo de resgate da zona do euro, por meio do Eurogrupo, e até quinta-feira (9) deverá dar conta das reformas que está disposto a tomar em troca de um novo pacote financeiro. Essas medidas serão avaliadas pela Comissão Europeia, pelo Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional.

"Temos cinco dias para chegar a um acordo definitivo. Tenho de dizer alto e bom som que o prazo final é esta semana", disse Donald Tusk.


 

Últimas notícias
Palácio do Supremo Tribunal Federal na Praça dos Três poderes em Brasília
Justiça

Ministra do STF libera execução das emendas do relator

A decisão foi tomada após o Congresso aprovar, na semana passada, resolução para cumprir parte da decisão de dar publicidade ao processo de destinação dos recursos.