Construtoras são acusadas de explorar trabalhadores em obras para Copa do Catar

Publicado em 18/12/2015 - 10:11 Por Da Agência Lusa - Bruxelas

A Confederação Internacional de Sindicatos (Ituc) acusou hoje (18) as empresas de construção estrangeiras que trabalham nas obras para o Mundial de Futebol do Catar de explorar os trabalhadores e reduzí-los a “escravos dos tempos modernos”.

Relatório da Ituc divulgado hoje (18), Dia Mundial dos Migrantes, diz que as empresas têm “lucro da ordem dos 15 bilhões de euros", recrutando “cerca de 1,8 milhão de migrantes, que são escravos dos modernos”.

A secretária-geral da Ituc, Sharan Burrow, afirma que os lucros “são favorecidos por níveis de salários assustadoramente baixos, muitas vezes baseados num sistema de discriminação racial”. Ela acusou as construtoras de exporem os migrantes “a riscos elevados de acidentes de trabalho”.

Segundo o levantamento, “cerca de 7 mil trabalhadores poderão morrer no Catar, antes do início do Mundial de 2022”, mas não  foram especificadas as prováveis causas das mortes.

Os projetos de construção referentes ao Mundial2022, com custos estimados em US$ 200 bilhões, têm atraído construtoras estrangeiras que, de acordo com o relatório, pagam salários próximos de US$ 1,5 dólar por hora, baseando-se no sistema kafala. Esses sistema, que as autoridades do Catar já manifestaram a intenção de alterar, permite aos empregadores confiscar os passaportes dos trabalhadores, impedindo que os migrantes mudem de emprego ou saiam do país.

No levantamento, a Ituc pede às autoridades que alterem o sistema e apela por uma intervenção da Federação Internacional de Futebol (Fifa) em “defesa dos direitos dos trabalhadores”.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Torcida cruzeirense, em partida Cruzeiro x Grêmio, décima oitava rodada do Brasileirão, em 08.09.2019
Esportes

Cruzeiro estreia na Série B neste sábado contra o Botafogo-SP

Raposa começa competição com seis pontos a menos que os demais clubes da segunda divisão Partida terá início às 19h (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.
Geral

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 6,5 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy apresenta o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito, Pnatrans.
Justiça

Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy

Baldy teve a prisão temporária decretada pela primeira instância da Justiça Federal na Operação Dardanários, que apura fraudes em contratações da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

Chuteiras de jogadores em treino
Esportes

Agência Brasil oferece novidade para amantes de esportes

Página tem tabelas das principais competições do planeta, de modalidades como futebol, surfe, automobilismo e e-sports. Vôlei e basquete devem entrar depois, com reinício de torneios.

Geral

Ilha Grande reabre para o turismo no próximo dia 14

Município fluminense só receberá turistas com reservas em hospedagens. Hotéis, pousadas e restaurantes podem ter até 50% da capacidade ocupada.

Fachada da Caixa Econômica Federal
Economia

Caixa abre 770 agências hoje para beneficiários do auxílio emergencial

A Caixa garantiu que todas as pessoas que comparecerem às agências serão atendidas no mesmo dia. A mesma orientação é válida para o atendimento realizado de segunda a sexta-feira.