Polícia investiga se mulher do atirador de Orlando sabia de atentado

Publicado em 14/06/2016 - 16:32 Por José Romildo – Correspondente da Agência Brasil - Estados Unidos

A mulher de Omar Mateen, que atirou e matou 49 pessoas, e feriu mais de 50, no domingo passado, no clube noturno Pulse, de Orlando, está sendo investigada por possível participação no massacre, informou a rede de televisão ABC.

Noor Mateen, de 30 anos, pode ter tomado conhecimento dos planos do marido com antecedência, segundo a rede de televisão, que atribuiu a informação a fontes da polícia.

Hoje (14), em entrevista à imprensa, médicos do hospital Orlando Health, centro de saúde que recebeu as primeiras vítimas do ataque, disseram que o número de mortos em decorrência da tragédia, que hoje está em 49, pode aumentar.

Segundo o médico Michael Cheatham, dos 44 pacientes que deram entrada no hospital, em razão do tiroteio, 27 ainda estão recebendo cuidados. E desses, seis estão "gravemente doentes". Cheatham disse que ficaria surpreso se o número de mortos não subir.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias