China pede que Trump cumpra compromissos do Acordo de Paris

Publicado em 29/03/2017 - 08:25 Por Da Agência EFE - Pequim

O governo chinês pediu nesta quarta-feira (29) ao presidente americano, Donald Trump, que cumpra os compromissos do Acordo de Paris, que os Estados Unidos ratificaram durante o mandato de Barack Obama, apesar da recente ordem do novo líder de acabar com a política do antecessor relativa às mudanças climáticas. A informação é da Agência EFE.

"Ainda acreditamos que todas as partes devem cumprir seus compromissos e implementar o acordo", respondeu o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, ao ser perguntado sobre o decreto assinado ontem por Trump, em que busca a independência energética do país e criar empregos, acabando com as políticas ambientais e com o legado de Obama sobre a mudança climática.

O porta-voz reafirmou, em entrevista, o compromisso da China com o clima e afirmou que o gigante asiático está "decidido" a cumprir suas obrigações "cem por cento".

Lu Kang lembrou que o Acordo de Paris, que Trump ameaçou abandonar, não foi fácil de conseguir. "É um marco na campanha global" contra a mudança climática, ressaltou.

"Todas as partes (envolvidas) deram contribuições positivas, incluindo a China e os Estados Unidos", acrescentou.

O porta-voz afirmou ainda que a China não será afetada pelo que fizerem outros países. "Tanto se seguirem comprometidos como se não seguirem, a China está decidida a cumprir os objetivos".

O governo chinês continuará trabalhando com outras nações para fomentar o diálogo e tratará de aumentar seus esforços para conseguir um desenvolvimento econômico "verde", com baixo consumo de energias poluentes como o carvão, disse.

O porta-voz se recusou a comentar se o presidente da China, Xi Jinping, tratará desse assunto durante o primeiro encontro com Trump, que deve ocorrer na semana que vem nos Estados Unidos, embora ainda não tenha sido anunciado oficialmente.

"Por enquanto, não tenho informação a dar", limitou-se a dizer Lu Kang.

Últimas notícias