Comissão do Parlasul irá a Roraima acompanhar crise migratória

Publicado em 21/08/2018 - 05:45 Por Agência EFE - Montevidéu

O presidente do Parlamento do Mercosul (Parlasul), Tomás Enrique Bittar, anunciou que uma comissão do órgão viajará a Roraima para acompanhar a crise provocada pela migração de venezuelanos em direção ao Brasil.

"Votamos em plenário e obtivemos maioria absoluta para acompanhar a situação com duas grandes equipes de trabalho, das comissões de Direitos Humanos e Assuntos Internacionais", disse o paraguaio. "A situação está cada vez pior. É justo, necessário e obrigatório que o parlamento do Mercosul esteja presente."

O deputado paraguaio se referiu à situação registrada no sábado (18) quando brasileiros, revoltados com um assalto registrado em Pacaraima (RR), na fronteira entre os dois países, atacaram os acampamentos dos venezuelanos na tentativa de expulsá-los do Brasil.

O deputado argentino Oscar Laborde afirmou que parlamentares de diferentes países expressaram também preocupação com a tentativa de assassinato contra Nicolás Maduro.

"Foi muito grave a possibilidade real de um presidente eleito pelo voto do povo morrer. Essa é uma razão pela qual fazemos um forte chamado para que todos não abadonem a democracia", disse. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias