Guaidó vai se reunir com funcionários públicos

Ele avisou que pretende anistiar militares e civis

Publicado em 05/03/2019 - 08:59 Por Agência Brasil - Brasília

O autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou que vai se reunir hoje (5) com funcionários públicos da ativa. Segundo ele, serão dados os “primeiros passos” na recuperação da democracia. O opositor disse anteriormente que pretende anistiar os militares e civis que atuam no governo de Nicolás Maduro.

“Nos reuniremos com os empregados públicos. Vamos dar os primeiros passos para recuperar a democracia e seguir construindo as capacidades dentro e fora do país que nos permitam cessar a usurpação, [implementar] o governo de transição e [promover] eleições livres”, disse o opositor em sua conta pessoal no Twitter.

Guaidó retornou ontem (4) à Venezuela, depois de viajar por cinco países da América do Sul – Colômbia, Brasil, Paraguai, Argentina e Equador. Ameaçado de prisão e sanções, o interino liderou ontem uma manifestação contra Maduro. Houve protestos em Caracas e várias cidades venezuelanas.

O líder da oposição convocou nova mobilização para o próximo sábado (9), seguindo o modelo da ocorrida ontem. A chegada de Guaidó foi cercada por embaixadores sul-americanos e europeus, além do norte-americano.

Ele prometeu que viajará para o Chile ainda este mês e pretende ir ao Peru e a Honduras. Não informou sobre as datas das visitas.

Edição: Renata Giraldi e Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias