Tensão na Argentina diminui após conversa entre Macri e Fernández

Publicado em 15/08/2019 - 14:57 Por Marieta Cazarré  - Repórter da Agência Brasil - Montevidéu

Mauricio Macri, atual presidente e candidato à reeleição na Argentina, e Alberto Fernández, principal opositor e forte concorrente ao cargo, conversaram na tarde de ontem (14) e se comprometeram a colaborar no que fosse possível para que o processo eleitoral e as incertezas políticas não afetem tanto a vida dos argentinos nos próximos meses.

O mercado parece ter respondido bem às declarações dos dois principais candidatos à presidência nas eleições do dia 27 de outubro. O dólar hoje (15), pela primeira vez na semana, caiu, chegando a valer 55 pesos argentinos, uma queda de 8 pontos em relação aos 63 que chegou a atingir nessa quarta-feira. No Banco Nación, a moeda americana estava sendo anunciada, no início da tarde desta quinta-feira, por 59 pesos, o equivalente a uma queda de 4 pesos. O risco-país também diminuiu, chegando a 1.791 pontos, contra os 1.946 do fechamento de ontem.

As eleições primárias argentinas que ocorreram no último domingo, funcionam como uma grande pesquisa nacional.  Alberto Fernández e a sua vice, Cristina Kirchner, alcançaram 47% dos votos, mais do que os 45% necessários para levar a vitória em primeiro turno. Macri recebeu 32% dos votos.

Segundo Macri, ele e Fernández combinaram de manter uma linha de diálogo aberta. Ele disse ainda que seu opositor se mostrou com intenção de "levar tranquilidade aos mercados". 

Fernández, por outro lado, disse que é preciso que Macri seja presidente neste momento, não candidato. "Macri tem que terminar o seu mandato. Necessito que ele governe. Eu nem sequer venci o primeiro turno das eleições, sou apenas um candidato". Alberto Fernández afirmou, ainda, que pediu ao presidente "atenção à questão das reservas".

Pacote de medidas

O pedido de Fernández se deve ao fato de que, ontem, Macri anunciou um pacote de medidas para trazer alívio a 17 milhões de trabalhadores argentinos, que vêm amargando uma crise econômica há mais de um ano. Alguns especialistas acreditam que o pacote do presidente pode afundar ainda mais o país, que fechou o ano de 2018 com mais de 40% de inflação e mais de 30% da população na linha da miséria. A Argentina recebeu um empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) no valor de US$ 57 bilhões. 

Entre as medidas anunciadas por Macri, está a redução na carga de impostos, publicada hoje no Boletim Oficial do governo argentino. Quanto ao aumento no salário mínimo, também anunciado ontem, a decisão ficou para o dia 22 de agosto, quando se reunirá o Conselho do Salário, para definir o acréscimo.

Em relação ao congelamento do preço da gasolina por 90 dias, outra medida anunciada pelo presidente, o assunto ainda deverá ser acordado com as petrolíferas.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Bola, campeonato brasileiro
Esportes

CRB vence no fechamento da segunda rodada da Série B

Galo alagoano supera Oeste com gol do centroavante Léo Gamalho. Competição tem Juventude como líder.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Esportes

Atlético-GO supera Flamengo, que continua sem pontuar no Brasileiro

Apontado como um dos favoritos ao título, time da Gávea soma duas derrotas em duas rodadas. Em Salvador, Bahia vence Coritiba por 1 a 0.

Brasília 60 Anos - Congresso Nacional
Política

Congresso derruba cinco vetos presidenciais

Entre os vetos derrubados está o do projeto que dispensa a exigência de licitação para contratação de advogados e contadores pela administração pública. 

atlético-mg x corinthians
Esportes

Brasileiro: Atléticos vencem e Botafogo empata na abertura da rodada

Time do argentino Jorge Sampaoli derrota Corinthians de virada em casa e lidera campeonato ao lado do xará paranaense.

Doleiro Dario Messer
Justiça

Doleiro Dario Messer fecha acordo judicial e vai devolver R$ 1 bilhão

De acordo com a força-tarefa da Lava Jato no Rio, o acordo permitirá a coleta de provas para investigações em andamento. Messer é suspeito de lavagem de dinheiro.

Medicamentos
Geral

Polícia apreende R$ 1 milhão em medicamentos desviados da rede pública

Foram apreendidas cerca de 800 caixas de remédio, muitos vencidos. Os agentes prenderam um homem acusado de integrar a quadrilha especializada neste tipo de crime.