Com hospitais sobrecarregados, EUA erguem instalações temporárias

Coronavírus pode matar entre 100 mil e 200 mil nos Estados Unidos

Publicado em 31/03/2020 - 14:36 Por Agência Reuters - Miami e Washington (EUA)

Os Estados Unidos pretendem construir centenas de hospitais temporários para aliviar a pressão sobre os centros médicos que lidam com o aumento de pacientes com coronavírus, disseram hoje (31) autoridades, um dia após nova alta no número de mortes nos EUA.

O Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA, que transformou um centro de convenções de Nova York em um hospital de mil leitos no espaço de uma semana, está procurando hotéis, dormitórios, centros de convenções e amplo espaço aberto para construir até 341 hospitais temporários, disse o chefe da corporação.

"O escopo é imenso", afirmou o general Todd Semonite ao programa "Good Morning America", da ABC News. "Estamos analisando agora 341 instalações diferentes em todo o país”, disse.

O número de casos nos Estados Unidos aumentou em mais de 20 mil confirmados na segunda-feira (30), sobrecarregando hospitais que estão ficando sem médicos, enfermeiros, equipamentos médicos e utensílios de proteção.

Número recorde

Ao todo, 575 pessoas morreram - um número recorde -, ultrapassando a marca de 3 mil vítimas fatais, mais do que o número de mortos nos ataques de 11 de setembro de 2001, enquanto o total de casos subiu para mais de 163 mil, de acordo com contagem da agência de notícias Reuters. Autoridades dos EUA estimam que o número de mortos pode atingir de 100 mil a 200 mil.

Em Nova York, a construção de um hospital de campanha com 68 leitos começou no domingo no Central Park.

Outro centro médico temporário da cidade está planejado para parte do local onde é disputado o Aberto de Tênis. Autoridades de Nova Orleans, Los Angeles e Chicago também estão montando hospitais temporários em suas cidades.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página