Mau tempo adia lançamento da missão espacial tripulada da SpaceX

Adiamento foi decidido menos de 17 minutos antes do lançamento

Publicado em 27/05/2020 - 20:31 Por Joey Roulette - Repórter da Reuters - Flórida (Estados Unidos)

A SpaceX, empresa privada de foguetes do empresário bilionário Elon Musk, foi forçada pelo mau tempo a adiar o lançamento planejado para esta quarta-feira de dois norte-americanos para o espaço, uma missão que marcaria o primeiro voo espacial de astronautas da Nasa a partir do território norte-americano em nove anos.

A contagem regressiva foi interrompida menos de 17 minutos antes do horário marcado para o foguete SpaceX Falcon 9 decolar do Centro Espacial Kennedy, levando Doug Hurley e Bob Behnken em uma viagem de 19 horas a bordo da recém-projetada cápsula Crew Dragon para a Estação Espacial Internacional.

A próxima janela de lançamento está marcada para a tarde de sábado, quando a SpaceX fará uma segunda tentativa de enviar os astronautas para a órbita.

A tentativa de lançamento ocorreu em um dia com chuvas constantes na Flórida, e o Serviço Nacional de Meteorologia emitiu um alerta de tornado para a área. Os gerentes de operações de voo estavam monitorando várias condições climáticas ameaçadoras, incluindo a ameaça de raios, mesmo quando as tripulações começaram a carregar o foguete com combustível.

Naquele momento, Hurley, de 53 anos, e Behnken, de 49, já estavam presos em seus assentos na Crew Dragon, depois de subirem uma torre de 80 metros até a ponte de acesso que leva à cápsula no topo do foguete Falcon 9.

Uma transmissão de televisão ao vivo da NASA pela internet mostrou os dois homens sentados e parecendo calmos, lado a lado em seus trajes de voo brancos, quando o adiamento do lançamento foi anunciado.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já havia voado a bordo do Air Force One para a Flórida e chegado a Cabo Canaveral para observar o lançamento. Musk, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, e o chefe da Nasa, Jim Bridenstine, também estavam lá para o lançamento planejado.

Os astronautas deveriam ter decolado da mesma plataforma de lançamento usada em 2011 pelo voo final de um ônibus espacial da NASA, pilotado por Hurley. Desde então, os astronautas da Nasa tiveram que pegar carona a bordo da sonda russa Soyuz para viajar ao espaço.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.