EUA colocam 8,5 mil soldados em alerta em meio a tensões na Ucrânia

Soldados serão levados ao país em caso de solicitação da Otan

Publicado em 24/01/2022 - 19:04 Por Phil Stewart - Washington (EUA)

Os Estados Unidos colocaram nesta segunda-feira cerca de 8,5 mil soldados em alerta para estarem prontos para serem enviados à Europa, se necessário, potencialmente em um prazo muito curto, no mais recente esforço para tranquilizar aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) nervosos diante de uma escalada militar russa perto da Ucrânia.

Embora a decisão não tenha reforçado o apoio dos EUA à Ucrânia, que não faz parte da aliança da Otan, ela destacou os crescentes preparativos da Otan para o que Washington e Kiev acreditam ser movimentos russos para reunir forças visando uma potencial invasão da Ucrânia.

O porta-voz do Pentágono John Kirby disse que a maior parte dos 8,5 mil soldados dos EUA estava sendo notificada de ordens de prontidão para que possam preencher as fileiras de uma força de resposta rápida da Otan, caso a aliança os convoque para o serviço.

Mas Kirby enfatizou que Austin também quer que um número não especificado de tropas "esteja pronto para quaisquer outras contingências também".

"O que está acontecendo agora é prepará-los em uma corda mais curta", disse Kirby em entrevista coletiva.

"Hoje, não estamos falando sobre ordens de mobilização de tropas. Não temos ordens de mobilização."

A aliança descreve a Força de Resposta da Otan (NRF) como "uma força multinacional altamente pronta e tecnologicamente avançada, composta por componentes terrestres, aéreos, marítimos e Forças de Operações Especiais (SOF) que a aliança pode alocar rapidamente, sempre que necessário".

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias