Sobe para 33 número de mortos em deslizamento de terra na Colômbia

Acidente, na sexta-feira, atingiu comunidade indígena

Publicado em 14/01/2024 - 15:47 Por Lusa* - Bogotá

O número de mortos em um deslizamento de terras na Colômbia subiu para 33, segundo novo balanço divulgado pelo governo.

Balanço anterior sobre o acidente, que ocorreu sexta-feira e atingiu uma comunidade indígena, falava em 18 mortos.

A maioria das vítimas era de crianças, escreveu a vice-presidente Francia Márquez, na rede social X (antigo Twitter).

A estrada que liga Medellín, a segunda maior cidade da Colômbia, a Quibdó, na região de Choco, foi temporariamente fechada depois de ter sido danificada por vários deslizamentos de terra, disse um funcionário do gabinete do governador da região. A previsão era de que cerca de 30 pessoas estavam presas sob escombros nessa estrada principal.

Nas imagens divulgadas nas redes sociais e nos canais de televisão, é possível ver o momento em que parte da montanha desmorona e cobre uma fila de carros, enquanto se ouvem gritos.

Muitas pessoas conseguiram sair dos veículos e refugiar-se numa casa perto da cidade de Carmen de Atrato. Mas ocorreu um deslizamento de terra que as soterrou.

A região de Choco, que faz fronteira com o Oceano Pacífico e abriga vasta floresta tropical, foi atingida por fortes chuvas nas últimas 24 horas.

O presidente colombiano, Gustavo Petro, prometeu “toda a ajuda disponível para Choco nesta horrível tragédia”, em mensagem na rede social X.

A polícia disse que trabalha junto com as organizações de emergência e salvamento na estrada Quibdó-Medellín”.

Cerca de 50 soldados também chegaram ao local para ajudar nas buscas.

No momento em que a Colômbia atravessa um período de seca, o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais tinha alertado para o risco de chuvas fortes em várias regiões que fazem fronteira com o Pacífico e a Amazônia.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias