Funeral de Alexei Navalny é previsto para sexta-feira em Moscou

Cerimônia será na Igreja do Ícone da Mãe de Deus, em Maryino

Publicado em 28/02/2024 - 10:37 Por Andreia Martins - Repórter da RTP - Moscou

O funeral de Alexei Navalny, opositor russo que morreu em 16 de fevereiro numa prisão do Ártico, deverá ocorrer na próxima sexta-feira (1º) às 14h locais. A informação foi dada nesta quarta-feira (28) pela equipe de Navalny nas redes sociais.

De acordo com a equipe de Alexei Navalny, o funeral será na Igreja do Ícone da Mãe de Deus, em Maryino, exatamente duas semanas após sua morte.

O enterro está marcado para o mesmo dia às 16h (hora local) no cemitério Borisovski, no sudeste da capital, informou Kira Yarmysh, porta-voz de Navalny, na rede social X. Esse cemitério histórico da capital russa fica a cerca de 20 quilômetros do Kremlin.

"Cheguem cedo", apelou a porta-voz, dirigindo-se a quem pretenda se deslocar à Igreja ou ao cemitério. Navalny morreu em 16 de fevereiro numa colônia penal no Ártico, onde cumpria sentença de 19 anos de prisão.

O principal opositor do regime russo, de 47 anos, foi vítima de “síndrome de morte súbita”, segundo informaram as autoridades russas.

De acordo com os seus apoiadores, a certidão de óbito diz que Navalny morreu de causas naturais. Na última semana, os aliados do dissidente russo acusaram Vladimir Putin de ter ordenado o assassinato de Alexei Navalny, evitando dessa forma uma alegada troca de prisioneiros que estaria em curso.

A acusação é refutada pelo Kremlin, que negou envolvimento na morte e disse desconhecer qualquer acordo para a libertação do ativista.

O corpo foi finalmente entregue à mãe no último sábado (24), mais de uma semana após sua morte, e depois de vários apelos da família e dos advogados.

Ao longo desses dias em que o corpo esteve retido pelas autoridades russas, a mãe do opositor, Lyudmila Navalnaya, disse ter sido alvo de chantagem por parte das autoridades russas, que teriam exigido um enterro sem cerimônias públicas, caso contrário poderia mesmo ser enterrado no perímetro da prisão. 

Entretanto, após a entrega do corpo, o círculo próximo a Navalny disse ter procurado durante vários dias espaço para realizar uma cerimônia fúnebre pública. De acordo com a porta-voz do opositor russo, várias funerárias e espaços contatados recusaram-se a acolher a cerimónia.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias