Cardozo deve enviar nesta semana ao Congresso projeto sobre manifestações

Publicado em 02/04/2014 - 15:41 Por Jorge Wamburg – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Brasília - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo<img src=, participa de ato público organizado pela OAB para lembrar os 50 anos do golpe militar (Antônio Cruz/Agência Brasil)" class="media-image attr__typeof__foaf:Image img__fid__5315 img__view_mode__default attr__format__default" height="160" src="/sites/default/files/atoms/image/909225-oab_golpe%2064_homenagem_6.jpg" title="" typeof="foaf:Image" width="277" />

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo

             Antônio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (2), que já tem um esboço de projeto de lei, que espera enviar nesta semana ao Congresso Nacional, com medidas destinadas a “assegurar o direito de manifestação, mas também de conter abusos”. Segundo o ministro, o objetivo é chegar a um acordo com a Câmara dos Deputados e o Senado Federal para aprovar a proposta por consenso, já que o governo não quer disputar projeto (sobre o assunto) com o Legislativo, onde já tramitam outras proposições a respeito.

De acordo com Cardozo, o que o governo pretende é reprimir atuação de quem aproveita as manifestações pacíficas para a prática de abusos, além de “evitar que autoridades usem de violência para reprimir as manifestações”.  Cardozo fez as declarações após participar do lançamento do 11º Prêmio Innovare, no auditório do Superior Tribunal de Justiça.

O Prêmio Innovare tem como novidade este ano a categoria especial, destinada a trabalhos sobre iniciativas que já estejam em prática com o tema “Sistema penitenciário justo e eficaz”, aberta a profissionais graduados em qualquer área de conhecimento. Nas outras categorias, destinadas a juízes, trabalhadores de tribunais, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Advocacia-Geral da União, o tema é livre.

Em discurso, José Eduardo Cardozo falou também sobre a situação atual do sistema penitenciário brasileiro, que considera inaceitável. Para ele, os presídios brasileiros são “escolas do crime”, pois vivem sob o domínio de facções criminosas, e é preciso que todos os setores da sociedade se mobilizem atuem em conjunto para resolver o problema.

"O  problema precisa ser enfrentado, e não deixado para o futuro, pois, atualmente, o sistema prisional não recupera, nem ressocializa. A transformação exige ações e idéias, como o Prêmio Innovare”, acrescentou o ministro da Justiça.  O Prêmio Innovare é uma iniciativa conjunta do Ministério da Justiça e de várias instituições do Judiciário.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
vacina, Moderna, imagem ilustrativa
Internacional

Argentina e México vão produzir vacina da Oxford

Entrega é prevista a partir da primeira metade de 2021, em função dos resultados dos estudos da Fase 3 de testes e das aprovações regulatórias. Brasil também firmou acordo com a AstraZeneca.

Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Direitos Humanos

Rio: operação prende suspeitos de violência contra a mulher

De acordo com a delegada Sandra Ornellas, somente em 2019 as delegacias de atendimento à mulher no Rio indiciaram 16.703 suspeitos de violência doméstica e familiar.

O jogador Guerrero, do Internacional
Esportes

Três jogos fecham segunda rodada da Série A do Brasileirão

São Paulo, Fortaleza, Internacional, Santos, Vasco e Sport entram em campo na noite desta quinta-feira pelo nacional de futebol.

 Escultura do Cristo Redentor na praia de Copacabana.
Saúde

Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado

Até agora, já foram feitas mais de 400 desinfecções em locais públicos como rodoviárias, aeroportos, estações de trens, metrôs e barcas, hospitais e unidades de saúde e asilos.

Presidente russo, Vladimir Putin, visita hospital de Moscou com roupa de proteção
Internacional

Rússia: médicos serão vacinados contra covid-19 em duas semanas

Alexander Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleya, produtor da vacina, disse que o país planeja ter capacidade para produzir 5 milhões de doses por mês entre dezembro e janeiro.

Pesquisadores retiram soro de cavalo
Saúde

Soros produzidos por cavalos têm anticorpos potentes para covid-19

O coordenador do projeto, Jerson Lima Silva, da UFRJ, apresenta os resultados da pesquisa hoje (13) à noite, durante simpósio sobre covid-19 na Academia Nacional de Medicina, no Rio.