Mangueira celebra o Carnaval no Museu de Arte Moderna do Rio

Publicado em domingo, 10 Janeiro, 2021 - 18:21 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro realiza até março uma programação especial em homenagem ao Carnaval. A folia de momo foi suspensa na cidade do Rio devido à pandemia, mas inspirou atividades do projeto MAM de Verão. 

A programação conta com oficinas, ateliês, cursos, jornada de estudos, visitas mediadas, ciclo de leitura e também o início das atividades da cinemateca ao ar livre.

Em paralelo à exposição "Hélio Oiticica: a dança na minha experiência", o museu está oferecendo uma série de eventos desenvolvidos com o curador convidado Leandro Vieira, carnavalesco da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira. Expoentes da tradicional escola carioca vão compartilhar seus saberes em oficinas, debates e performances. 

A rainha de bateria Evelyn Bastos está à frente de uma oficina de samba no pé. Já o mestre de bateria Wesley Assumpção comanda uma oficina de percussão. O casal de mestre-sala e porta-bandeira Squel Jorgea e Matheus Olivério também vai ensinar os segredos da sua arte.

A gerente de Educação e Participação do MAM Rio, Gleice Horta, destaca que a jornada de saberes da Mangueira marca ainda o início das ações integradas para a reativação do Bloco Escola, espaço que promoveu ao longo de décadas cursos nas áreas das artes, cinema e cultura. 

A exposição panorâmica de Hélio Oiticica traz os famosos parangolés, mais de cinquenta anos depois de sua primeira apresentação na mostra coletiva Opinião 65. O conjunto de obras é fruto das experiências do artista com a Estação Primeira da Mangueira. 

De acordo com o MAM, todas as atividades são organizadas conforme os protocolos de segurança recomendados pelas autoridades para prevenção do novo coronavírus. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Covid-19: todos os municípios do Rio de Janeiro já receberam a vacina

Todos os 92 municípios do Rio de Janeiro já receberam as primeiras doses da vacina contra a covid-19. Parte das cidades, inclusive a capital e algumas da região metropolitana, começou a vacinação na segunda (18) e terça-feira (19).

Baixar arquivo
Saúde

Governo do Pará envia equipe à cidade de Faro

Objetivo é ajudar quanto às questões de atendimento hospitalar, já que, ontem (19), foram confirmadas as mortes de seis pessoas por falta de oxigênio. Faro fica na divisa com o estado do Amazonas, região da Calha Norte. E no município de Coari (AM), sete pessoas que estavam internadas com covid-19 morreram também por falta de oxigênio.

 

Baixar arquivo
Geral

Prova de vida de aposentados segue suspensa até fevereiro

Com o novo decreto publicado nesta quarta-feira (20), o INSS prorrogou até fevereiro a suspensão do corte dos pagamentos de quem não fez a comprovação, tanto para residentes no Brasil ou no exterior.

Baixar arquivo
Educação

Niterói classifica educação como atividade essencial

Com isso, escolas poderão funcionar e ano letivo deve começar em março. Atualmente, a cidade está no nível amarelo de controle da covid-19, o que significa que até o ensino fundamental pode retornar às aulas presenciais. O secretário de Educação disse que, no entanto, ainda não há decisão para reabertura imediata das escolas.

Baixar arquivo
Geral

Em Sergipe, prefeito deve responder por tomar vacina contra a covid-19

Prefeito do interior do estado de Sergipe poderá responder por ter tomado a vacina contra a covid-19 sem fazer parte dos grupos prioritários. 

Os detalhes com Pedro Ramos, da Rádio UFS FM de Aracaju. 

Baixar arquivo
Geral

INSS suspende atendimento do PREVBarco a comunidades do Amazonas

Com o agravamento da pandemia no Amazonas, o INSS resolveu suspender as missões dos chamados PREVBarcos, que são Unidades Móveis Flutuantes de atendimento à população ribeirinha e trabalhadores rurais.

Baixar arquivo