Carnaval: Brasil já teve que adiar a folia em anos anteriores

Segundo a história, epidemia e luto foram motivos para remarcar a data

Publicado em terça-feira, 16 Fevereiro, 2021 - 23:16 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

Dois mil e vinte e um não é o primeiro ano em que foliões tiveram que lidar com o adiamento da festa mais popular do país. Em 1894, durante a presidência de Floriano Peixoto, o Carnaval foi transferido para o meio do ano devido aos riscos de epidemias de febre amarela e varíola. A população, no entanto, ignorou a medida e, naquele ano, houve dois carnavais.

Em 1912, a história se repetiu, com foliões se esbaldando no confete e serpentina em dois períodos. Dessa vez, o adiamento da festança se deu por causa da morte, faltando uma semana para o início da folia, do Barão do Rio Branco, então ministro das Relações Exteriores.

Rio Branco era considerado um herói nacional da diplomacia pelo trabalho à frente de conflitos com países vizinhos por terras no norte e sul do Brasil.

Movimentos pediram o adiamento da festa, tradicionais clubes carnavalescos do Rio e de outras cidades do país adiaram a folia para abril em respeito à memória do Barão.

Os foliões, no entanto, consideraram uma semana de luto por Rio Branco suficiente e não resistiram ao convite das ruas.

O historiador Luiz Antônio Simas afirma que a medida foi uma imposição do então presidente Hermes da Fonseca.

Segundo Luiz Antonio Simas, jornais de época registram, inclusive, uma marchinha que satirizava a situação.

O historiador Luiz Antonio Simas avalia que o episódio do adiamento do carnaval de 1912 não tem paralelo com a situação atual da pandemia em que o país vive.

O Barão do Rio Branco vinha de uma família influente na política do Império. Seu pai era o Visconde do Rio Branco, o primeiro-ministro de Dom Pedro II que coordenou a aprovação da Lei do Ventre Livre, de 1871.

Um dos grandes feitos do Barão do Rio Branco foi ter concluído o traçado das fronteiras do Brasil. Antes de ser ministro, apenas como diplomata, ele atuou nas arbitragens internacionais que garantiram ao país o oeste de Santa Catarina (disputado com a Argentina), em 1895, e a área que compreende o Amapá, Roraima e o norte do Pará e do Amazonas (disputada com a França), em 1900.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Prazo para prestar conta com o Leão começa nesta segunda-feira

Começa a correr nesta segunda-feira (01) o prazo para a apresentação das contas ao Leão. O contribuinte pode entregar a Declaração do Imposto de Renda até o dia 30 de abril e precisa ficar atento a algumas mudanças.

Baixar arquivo
Saúde

Dia Mundial da Doença Raras marca importância do diagnóstico

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Doença Rara nós temos uma missão, identificar a complexidade dessa luta junto à entidades, órgãos governamentais e pacientes.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas fortes causaram estragos em várias regiões do país em fevereiro

Fevereiro se despede com chuvas fortes que causaram estragos em várias regiões do Brasil. O mapa meteorológico do país durante o mês ficou todo marcado com as cores amarela, laranja e vermelha, em alerta de perigo por causa da quantidade de chuvas.

Baixar arquivo
Saúde

Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Baixar arquivo
Economia

Postos de combustíveis vão receber dispositivo de certificação digital

Quem tem carro, moto ou caminhão sabe que as despesas com o combustível estão pesando cada vez mais no bolso.

Baixar arquivo
Geral

Pará entra no período de alta safra da pupunha e produção do palmito

Em época de alta safra da pupunha no Pará, especialista chama a atenção para mais investimentos neste mercado. 

Os detalhes com João Paulo Seabra Rádio Cultura FM de Belém. 

Baixar arquivo