Em 1º de novembro de 1922, morria o escritor e jornalista Lima Barreto

Publicado em 01/11/2021 - 18:26 Por Rádio Nacional - Brasília

Em 1º de novembro de 1922, o Brasil perdeu um dos seus maiores escritores: Afonso Henrique de Lima Barreto. 

Lima Barreto nasceu na cidade do Rio de Janeiro no dia 13 de maio de 1881 - sete anos antes da libertação dos escravos. De origem humilde, as dificuldades durante a infância se agravaram ao ficar órfão de mãe. Lima Barreto concluiu o secundário do Pedro II, colégio da elite literária da época. Com a ajuda do padrinho, o Visconde de Ouro Preto, entrou na Escola Politécnica do Rio de Janeiro, onde começou o curso de engenharia. 

Em 1904, Barreto foi obrigado a abandonar os estudos para sustentar os irmãos. O pai havia enlouquecido e a família ficou sob a responsabilidade dele. Em 1905, Lima Barreto trabalhou como jornalista do Correio da Manhã - mas foi na literatura que ele se tornou conhecido por enfrentar os donos do poder. 

A obra de estreia foi As recordações do escrivão Isaías Caminha. O livro aborda o papel da grande imprensa na estrutura de poder, mostra as manipulações das notícias e também o preconceito racial na sociedade brasileira. É uma obra em tom autobiográfico: Lima Barreto era mulato e, por causa da cor da pele, sofreu discriminação. 

Outra obra muito conhecida de Lima Barreto é Triste fim de Policarpo Quaresma - história de um idealista apaixonado pelo Brasil, que vê suas ideias e seu sentimento de patriotismo virarem motivo de piada e de isolamento. Lima Barreto conviveu com críticos que desaprovavam seu texto devido ao uso do português mais coloquial, típico da imprensa. Mesmo assim, sua forma de escrever influenciou os escritores modernistas. 

Com a saúde debilitada por causa do alcoolismo, Lima Barreto morreu de ataque cardíaco, aos 41 anos de idade, no dia 1º de novembro de 1922 - nove meses depois da Semana de Arte Moderna. O escritor carioca Lima Barreto deixou uma obra de 17 volumes, entre contos, crônicas e ensaios. 

História Hoje 

Apresentação: Dilson Santa Fé 

Sonoplastia: Messias Melo

Edição: Nathália Mendes

Últimas notícias
Internacional

Israel continua a dificultar assistência em Gaza, acusa ONU

ONU também pede que seja facilitada a saída de crianças feridas que precisam de tratamento. E mais: incêndio atinge prédio histórico em Copenhague. E Estados Unidos fornecem informações sobre Julian Assange à justiça do Reino Unido.

Baixar arquivo
Geral

Inmet emite alerta laranja de perigo para chuvas intensas

Aviso laranja de perigo pra chuvas intensas inclui ventos fortes, risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e  descargas elétricas.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

“Quem tem fome, tem urgência”, afirma Joenia Wapichana

Em entrevista, a presidente da Funai falou da distribuição de cestas de alimentos para povos indígenas e de kits de ferramentas, para o desenvolvimento da agricultura. Também destacou a importância da demarcação das terras indígenas e o acesso à documentação civil. 

Baixar arquivo
Geral

Mais de 20 instituições federais de ensino estão em greve

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior recusou a proposta do governo de reajuste de 4,5% no ano que vem e também em 2026. Mas sem reajuste para 2024.

Baixar arquivo
Internacional

Lula cobra desculpas do Equador por invasão à embaixada do México

A declaração foi dada durante a Cúpula Virtual da CELAC, Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos, motivada justamente para discutir a invasão da embaixada do México, no Equador.

Baixar arquivo
Economia

Boletim Focus apresenta alta para o PIB e taxa Selic

Os economistas e analistas consultados pelo Banco Central esperam que a Selic feche o ano a 9,13%, antes a expectativa era de 9%.

Baixar arquivo