Há 30 anos, o mundo perdia Freddie Mercury

Publicado em 24/11/2021 - 08:00 Por Beatriz Evaristo* - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Há 30 anos, um dia depois de anunciar que convivia com o vírus HIV, Freddie Mercury morreu em consequência de uma broncopneumonia em 24 de novembro de 1991. O artista britânico de 45 anos estava em casa, na zona oeste de Londres, na Inglaterra, ao lado da família. O velório e a cremação aconteceram dois dias depois.

Nascido Farrokh Bulsara, em Zanzibar, na África Oriental, em 1946, Freddie Mercury passou parte da infância na Índia e se mudou para a Inglaterra aos 17 anos. Nos anos 70, ao lado do guitarrista Brian May, do baterista Roger Taylor e do baixista John Deacon, decolou rumo ao sucesso com a banda Queen. Juntos levaram multidões ao delírio, com um som que incorporava ópera e pop ao bom e velho rock’n roll, até o último show em 1986.

Freddie soube que era HIV positivo no ano seguinte e passou a levar uma vida mais reclusa. Em 1990, fez uma das últimas aparições públicas para receber um prêmio anual da música britânica.

Convivendo com a Aids em seu estágio final, em 1991, gravou "The Show Must Go On", que em português quer dizer “O show tem que continuar”. Em setembro daquele ano, dois meses antes da morte de Freddie, o Queen lançou o clipe da música “These Are the Days of Our Lives”, que seria algo como “Aqueles foram os melhores dias de nossas vidas”.

Na véspera de sua morte, Freddie Mercury admitiu publicamente que era soropositivo. Disse que guardou segredo para proteger a privacidade daqueles que estavam a sua volta e conclamou a todos pelo mundo na luta contra a Aids a qual ele se referiu como uma “doença terrível”.

Cinco meses depois da despedida do cantor, foi realizado o "Tributo a Freddie Mercury para Conscientização sobre a Aids" com participação de grandes nomes da música como Elthon John,  Guns N' Roses, Metallica e George Michael.

O legado de Freddie Mercury vai além da produção musical e da marca que deixou nos corações dos fãs. Em memória do artista, os membros do Queen e o empresário Jim Beach, criaram a Mercury Phoenix Trust, uma instituição de caridade para o combate a Aids.

*Com sonoplastia de José Maria Pardal

Edição: Bianca Paiva - GT Passos

Últimas notícias
Política

PEC dos Precatórios é promulgada pelo Congresso Nacional

A proposta aprovada possibilita a mudança no cálculo do teto de gastos e abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento da União. Parte dos recursos deverá custear o Auxílio Brasil. 

Baixar arquivo
Saúde

Butantan vai doar 400 mil vacinas de gripe para o Rio de Janeiro

A cidade está com imunização parada há seis dias, por falta de vacinas, e teve 21 mil casos da doença diagnosticados nas últimas três semanas.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo