Violência contra a mulher: campanha da ONU começa hoje (20) no Brasil

Até setembro deste ano, país registrou 34% de aumento nos casos

Publicado em 20/11/2020 - 17:21 Por Dayana Vitor - Brasília

LOC: “Ele tentou me matar, inclusive atirou em mim, mas a bala não saiu. Graças a Deus! Ele botou fogo na minha casa. Ele me perseguia nas paradas de ônibus, onde eu descia para ir trabalhar. Chegou a uma situação que eu não sabia se eu estava viva ou morta mais.”

Infelizmente, esse tipo de relato não é raro, e é justamente para chamar a atenção para esse tipo de violência que a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres.
A campanha acontece simultaneamente em 150 países a partir de 25 de novembro, que é o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher. Mas, no Brasil, as ações começaram nesta sexta-feira (20).

Neste ano, por causa da pandemia da covid-19, a iniciativa tem como foco diminuir as agressões contra mulheres durante a quarentena. Com o tema “Onde Você Está que Não me Vê?”, a iniciativa quer chamar a atenção para essa violência difícil de ser identificada.

Diferentes órgãos estão engajados na campanha. A Câmara dos Deputados e o Senado Federal, por exemplo, estão juntos nessa ação, e realizam uma série de debates, aqui em Brasília, até o dia 10 de dezembro.

A ONG Themis, que atua há 27 anos para garantir às mulheres o acesso à justiça, também reforça sua atuação durante a campanha da ONU, como explica uma de suas coordenadoras, Renata Jardim.

Segundo o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, entre janeiro e setembro deste ano, a violência contra a mulher no país teve aumento de 34%, quando comparada ao mesmo período de 2019.

Edição: Ana Pimenta

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Rio de Janeiro lança plataforma para controle de acidentes de trânsito

Com gráficos, mapas e tabelas dinâmicas, a plataforma ISPTrânsito possibilita a consulta de cidades e ruas com maior número de acidentes, por exemplo.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Petrobras quer neutralidade nas emissões de gases de efeito estufa

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira, sua ambição em atingir a neutralidade das emissões nas atividades sob seu controle, em prazo compatível com o estabelecido no Acordo de Paris.

Baixar arquivo
Geral

Apagão no RJ e MG não tem relação com a crise hídrica, diz ONS

A ocorrência afetou cerca de 60 cidades de Minas Gerais e 13 municípios do Rio. Operador Nacional do Sistema Elétrico informa que na noite do último sábado (18) houve um desligamento total da Subestação Rocha Leão, de propriedade de Furnas, devido à atuação da proteção diferencial de barras do setor.

Baixar arquivo
Economia

Renda do transporte urbano caiu R$16 bi entre março/2020 e junho/2021

O número de passageiros que usam o transporte coletivo urbano está em cerca de 60% dos níveis pré-pandemia, revelou levantamento Associação Nacional de Empresas de Transportes Urbanos, a NTU.

Baixar arquivo
Saúde

Covid: municípios com mais dependentes do SUS registraram menos mortes

A conclusão está na pesquisa “IVM - Índice de Vulnerabilidade Municipal de 2021-COVID19”, desenvolvida pelo Instituto Votorantim e pelo BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Baixar arquivo
Saúde

Rio vacina adolescentes de 13 anos nesta semana

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou que vai usar exclusivamente a vacina da Pfizer, a única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária para esta faixa etária.

Baixar arquivo