97% de indígenas da área urbana de Manaus vivem com menos de R$600/mês

Publicado em 19/05/2022 - 15:41 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Cerca de 97% dos indígenas que vivem na área urbana de Manaus (AM) não recebem mais de R$ 600, por mês. Isso faz com que eles vivam em situação de pobreza e baixo acesso a políticas públicas, sobretudo de saúde.

É o que aponta o projeto MANAÓS, da Fiocruz Amazônia, que quis entender como vivem os indígenas chamados “não aldeiados”, na cidade de Manaus.

Na região do Parque das Tribos, bairro de Tarumã, vivem 2.800 pessoas de 35 etnias. Rodrigo Tobias, pesquisador em Saúde Pública, da Fiocruz Amazônia, argumenta que a situação nos grandes centros impõe muitos desafios.

Essa distância identificada na pesquisa fez com que fossem destinados agentes de atenção básica para a região e, até o fim do ano, uma unidade básica de saúde deve ser construída no Parque das Tribos, em Manaus.

O levantamento ainda mostrou que 68% das famílias indígenas que vivem na área urbana são lideradas por mulheres. Os que vivem lá, migraram há cerca de nove anos em busca de melhores condições de vida e mais acesso às políticas públicas.

O projeto Manaós também teve ações de intervenção, com palestras e materiais informativos. Segundo Rodrigo Tobias, todo o levantamento feito com os indígenas não aldeiados foi documentado e entregue a eles, que estão aptos a reivindicarem os direitos.

Das 2800 pessoas que vivem no Parque das Tribos, em Manaus, a maioria veio de etnias do Alto Solimões: os Kokama e Sateré–Mawé. Depois, os que chegaram do Alto Rio Negro, como os Baré, Tukanos e Baniwas.

A Fiocruz Amazônia levantou informações que podem ajudar “na reflexão dos avanços, fragilidades e desafios” da Política de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas, que tende a funcionar mais, segundo o pesquisador, para os que vivem nas aldeias.

Edição: Paula de Castro Ribeiro / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Política

Semana na Câmara terá discussão da PEC que aumenta Auxílio Brasil

Expectativa é que os deputados analisem a PEC que prevê o aumento do Auxílio Brasil, cria o voucher caminhoneiro,um auxílio a taxistas e amplia valor do auxílio gás.

Baixar arquivo
Saúde

DF tem primeiro caso confirmado da varíola dos macacos

Paciente, que não teve a identidade revelada, é um homem na faixa etária de 30 a 39 anos, com histórico de viagem para a Europa.

Baixar arquivo
Geral

Alagoas: já são 50 cidades em situação de emergência devido às chuvas

De acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil, há 40 mil pessoas desalojadas e desabrigadas, que estão sendo levadas para escolas, ginásios e prédios públicos. 

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: os programas femininos

Com a popularização do rádio nos anos 30, as emissoras precisavam apresentar uma programação mais elaborada e atraente. Surgiram, então, os programas segmentados e, entre eles, os que eram dedicados ao público mais ativo e fiel do rádio, o feminino.

Baixar arquivo
Geral

Cantareira vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo