OAB alerta para o aumento de violência patrimonial contra idosos

Publicado em 18/04/2024 - 16:14 Por Carolina Pessoa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro
Atualizado em 18/04/2024 - 18:20

O caso do homem morto levado a uma agência bancária em uma cadeira de rodas, por sua suposta sobrinha, para sacar um empréstimo já aprovado, chama a atenção para a violência patrimonial ou financeira contra pessoas da terceira idade. 

Segundo o Estatuto da Pessoa Idosa, o ato de receber ou desviar bens, dinheiro ou benefícios daqueles com 60 anos ou mais pode ser punido com pena de reclusão de um a quatro anos, além de multa para quem cometer esse delito. 

De acordo com o Painel de Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, de janeiro até o último dia 15 de abril foram registradas mais de 12.700 denúncias de violência patrimonial contra idosos. Isso representa quase 60% do número total de denúncias deste tipo de violação no período.

A presidente da Comissão de Atendimento à Pessoa Idosa da OAB-RJ, Fatima Henriete de Miranda, destaca que a família deve estar atenta aos riscos de um familiar ser vítima desse crime.

“Existem estudos e dados que indicam um aumento preocupante deste tipo de violência nos últimos anos. Eu entendo que para prevenir tais situações é necessário investir em educação e conscientização sobre os direitos dos idosos, promover o diálogo e o apoio dentro das famílias e proporcionar serviços de assistência social e psicológica para os idosos em situação de vulnerabilidade”.

A coordenadora de extensão do núcleo de envelhecimento humano da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Sandra Rabello, aponta os principais meios pelos quais essa violência pode acontecer.

“Principalmente na apropriação de bens, ou cartões, ou outros recursos que os idosos tenham”.

A especialista reforça ainda que a violência vai muito além, podendo chegar à exclusão social do idoso.

“A violência não é só intrafamiliar. Essa violência ela também é social. A sociedade ainda não reconhece na pessoa idosa uma pessoa capaz de participar de atividades sociais, levando a pessoa idosa à exclusão”.

As denúncias de violência contra idosos podem ser feitas em delegacias, no Ministério Público ou pelo Disque 100.

Edição: Vitoria Elizabeth / Liliane Farias

Últimas notícias
Justiça

Judiciário repassa R$ 130 milhões para Rio Grande do Sul

Durante a reunião preparatória para o próximo Encontro Nacional do Poder Judiciário, ministro do STF Luís Roberto Barroso comentou o repasse para os gaúchos. 

Baixar arquivo
Geral

Municípios gaúchos vão receber R$ 186 milhões para recuperação

Recursos vão ser liberados pelo governo federal para ações de Defesa Civil. Nesse primeiro momento, 235 planos de recuperação foram aprovados. Outros 94 estão em análise.

Baixar arquivo
Saúde

Manifestantes reivindicam retorno do aborto legal em São Paulo

Cremesp afirma que respeita o direito da mulher ao aborto legal. Prefeitura diz que o serviço de aborto legal tem funcionado em outras unidades de saúde municipais. 

Baixar arquivo
Geral

RS: prefeitura de Pelotas alerta para novos alagamentos

O canal de São Gonçalo bateu o recorde histórico de 2,89 metros, um centímetro a mais do registrado na enchente de 1941.

Baixar arquivo
Economia

Acordo sobre desoneração da folha deve ser anunciado essa semana

O Senado corre para garantir um acordo sobre a desoneração da folha de pagamento dos municípios antes do dia 20, que é o dia que fecha a folha e os municípios e os setores terão, então, de pagar os 20% e não os 8% como estavam em vigor até abril. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, devem anunciar uma proposta de consenso ainda nesta semana.

Baixar arquivo
Geral

Bancos adotam medidas emergenciais para retomar atividades no RS

As primeiras medidas preveem isenções, reavaliação dos valores das tarifas e ampliação das linhas de crédito. A Secretaria Nacional do Consumidor defende ainda a prorrogação por 90 dias dos contratos dos clientes impactados pelos temporais e a suspensão de cobrança por até três meses nos contratos de financiamento habitacional, desde que solicitado pelo interessado.

Baixar arquivo