Faturamento no Dia das Mães deve cair 60% por causa da pandemia, projeta CNC

Pandemia

Publicado em 06/05/2020 - 17:09 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro

A CNC, Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, estima que a crise provocada pelo novo coronavírus vai causar uma queda histórica no volume de vendas do varejo no Dia das Mães deste ano, comemorado no próximo domingo.


Em comparação com o ano passado, a entidade projeta um encolhimento de quase 60% no faturamento real do setor na data, considerada a segunda mais importante no calendário varejista brasileiro.


A projeção de queda da CNC para o Dia das Mães por causa da pandemia ficou acima das perdas estimadas para a Páscoa. Isso porque o Dia das Mães deste ano acontece em meio ao fechamento de segmentos importantes para a venda de produtos voltados para a data, como vestuário, lojas de eletrodomésticos, móveis e eletrônicos. Já no caso da Páscoa, a venda de produtos típicos é feita em segmentos considerados essenciais, como supermercados, que permaneceram abertos desde o início do surto de Covid-19.


Com o fechamento de lojas e shoppings, o comércio online foi a solução encontrada por muita gente. Esse foi o caso da estudante de Engenharia Química Isabele Freitas, de 21 anos. Ela conta que, esse ano, lançou mão da compra pela internet para não deixar a data passar em branco.


A estratégia, no entanto, não foi adotada por Letícia Gomes, de 15 anos. Com a impossibilidade de comprar pessoalmente o presente, ela preferiu comemorar esse Dia das Mães com beijos e abraços.


Já Cristiane Almeida, que trabalha na área administrativa, explica como fez para driblar as dificuldades impostas como o fechamento do comércio e surpreender a mãe nesse período de quarentena.


De acordo com a CNC, o ramo de vestuário e calçados é o que apresenta a maior expectativa de encolhimento durante o Dia das Mães, com queda de 74,6%; seguido pelas lojas especializadas na venda de móveis e eletrodomésticos, com perda de 66,8%; e pelo segmento de artigos de informática e comunicação, com retração de 62,5%.


Ainda de acordo com os dados, o comércio deverá registrar retração em todos os estados durante a data. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que respondem por mais da metade das vendas voltadas para o Dia das Mães, tendem a registrar perdas de 58%, 47% e 46%, respectivamente. Em termos relativos, três estados do Nordeste deverão registrar as maiores perdas: Ceará, Pernambuco e Bahia.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Anvisa recebe pedido para testes de vacina desenvolvida pela UFMG

A  SpiNTec será um imunizante 100% nacional desenvolvido no Centro Tecnológico de Vacina.

Baixar arquivo
Saúde

Mais de 2 milhões de doses da Pfizer chegam ao Brasil neste domingo

Mais de 2 milhões de doses da vacina Pfizer chegam neste domingo ao aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo. Com esse lote, a farmacêutica cumpre o cronograma que previa a entrega, até o início de agosto, de 13 milhões de imunizantes. 

Baixar arquivo
Esportes

Judô brasileiro encerra Olimpíada com dois bronzes e mantém tradição

O judô brasileiro se despediu da Olimpíada de Tóquio (Japão) com duas medalhas de bronze. A participação terminou neste sábado (31), após eliminação nas quartas de final do torneio por equipes mistas.

Baixar arquivo
Saúde

Hospital do Câncer de Presidente Prudente é credenciado ao SUS

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participaram, neste sábado (31), da cerimônia de credenciamento do Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente, interior de São Paulo, ao Sistema Único de Saúde. 

Baixar arquivo