Venda de carros elétricos bate recorde no Brasil em 2021

Publicado em 01/10/2021 - 12:34 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Os chamados veículos eletrificados vêm ganhando cada vez mais adeptos, no Brasil, apesar dos preços ainda pouco acessíveis: a partir de R$ 150 mil. O Vice-Presidente da ABVE, Associação Brasileira do Veículo Elétrico, Thiago Sugahara, diz que as vantagens pelo carro movido a energia são maiores, em alguns aspectos, inclusive no custo por quilômetro rodado.  

Segundo Thiago Sugahara, o motor elétrico tem capacidade de aceleração maior do que o motor a combustão, que utiliza gasolina e álcool, por exemplo. Thiago ainda explica que os carros elétricos, a cada 100 Km rodados custam até R$ 16. Já os movidos a combustão, podem custar até R$ 70 para rodar os mesmos 100 Km.

Os veículos podem ser híbridos (que possuem motor a combustível e elétrico) ou totalmente elétricos. O modelo híbrido é o utilizado pelo médico André Moreira, morador de Brasília. Satisfeito com o carro, pretende trocar pelo modelo 100% elétrico, que polui menos. André defende que seja cada vez mais acessível essa possibilidade porque ele ainda considera uma opção “muito cara”, sobretudo com o aumento do valor da energia elétrica e o preço do veículo.

De acordo com a ABVE, no Brasil, os veículos eletrificados bateram um novo recorde de vendas, no primeiro semestre deste ano. A entidade registrou, até agosto passado, mais de 20 mil emplacamentos de carros elétricos, o mesmo número registrado em todo o ano de 2020. As vendas foram quase 70% a mais que em 2019. A expectativa é superar 30 mil emplacamentos este ano. Atualmente, o país possui uma frota estimada em torno de 60 mil carros movidos a energia elétrica. No primeiro semestre de 2021, o modelo mais vendido foi o chamado híbrido, que ainda usa combustão, mas polui menos.

Edição: Leila Santos / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo
Saúde

Incidência global de covid-19 está em alta: 4 milhões de novos casos

OMS divulgou esta quarta-feira o balanço semanal da pandemia de coronavírus, confirmando que a incidência alcançou um pico entre os dias 29 de novembro e 5 de dezembro.

Baixar arquivo
Saúde

OMS diz que vacinas disponíveis são eficazes contra variante Ômicron

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que não há razão para duvidar da eficácia das vacinas disponíveis contra a nova variante Ômicron, do coronavírus.

Baixar arquivo