Reforma da Previdência fez procura por aposentadoria privada crescer

Publicado em 31/10/2021 - 13:12 Por Marcelo Alencar - Rádio Cultura de Belém - Belém (PA)

A pesquisa da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida - Fenaprev aponta que no Pará em 2018 na modalidade para o público geral teve incentivo de um R$1,114 bilhão. Em 2020 o recurso passou para um R$1,461 bilhão, um aumento de 31%.

Outra motivação é que a previdência privada não está ligada ao INSS e nem ao regime próprio de previdência social, o conhecido RPPS. Por isso o contribuinte pode receber o benefício da aposentadoria mesmo que esteja pagando o INSS.

De acordo com FENAPREV mais de treze milhões de brasileiros possuem previdência privada no Brasil. O cálculo indica que 6,5% da população brasileira fizeram esse tipo de plano. O economista Marcos Holanda explica que a covid-19 mudou o hábito econômico do brasileiro. Segundo ele, o cenário de pandemia mudou alguns hábitos de consumo, de perspectiva sobre o planejamento do futuro e os hábitos de comportamento sobre aplicações financeiras.

A reforma da previdência também foi outro fator que influenciou no aumento da previdência privada. Segundo o economista, a população acabou sendo obrigada a migrar para um regime mais flexível onde pudesse ter um ganho maior e com mais segurança.

Entre os anos de 2020 e 2021 a procura e contratação pelo serviço privado cresceu 16% em todo o Brasil. A região Norte contribuiu com 53,5% do total concentrado em todo o período.

Edição: Guilherme Strozi

Últimas notícias
Eleições 2020

Barco com corpos à deriva é encontrado no litoral do Pará

O inquérito está sob a responsabilidade da Polícia Federal no Pará que enviou equipes para a região.  

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério da Saúde inicia Mês de Vacinação dos Povos Indígenas

O Ministério da Saúde inicia neste sábado, 13, o mês de vacinação dos povos indígenas. A proposta é intensificar a imunização em territórios indígenas, ampliando a cobertura vacinal, sobretudo em áreas de difícil acesso.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério dos Esportes condena atos de racismo a alunos do DF

O Ministério dos Esportes condenou, neste sábado, os ataques racistas sofridos por estudantes no Distrito Federal. Alunos foram chamados de “macaco”, “filho de empregada” e “pobrinho” durante uma partida de futebol de salão entre colégios de Brasília. O caso aconteceu em três de abril e veio à tona, nesta semana.

Baixar arquivo
Internacional

Lula visitará Colômbia para fortalecer laços comerciais

A Colômbia é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Governo garante amparo a gestantes em cargos públicos provisórios

Mulheres que trabalham na administração pública em cargo em comissão ou são contratadas por tempo determinado têm garantido o direito à licença-maternidade e à estabilidade provisória.

Baixar arquivo
Geral

Inmet alerta para risco de chuvas intensas pelo Brasil

A previsão é de acumulados de chuva variando entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia,

Baixar arquivo