Aprovadas regras para cancelamentos de eventos culturais e turísticos; texto segue para sanção

Cultura e Turismo

Publicado em 31/07/2020 - 10:35 Por Priscilla Mazenotti - Brasília

O Senado aprovou a Medida Provisória que define as regras para os cancelamentos de eventos culturais e turísticos, durante a pandemia. Ela dá aos prestadores de serviço várias opções. Por exemplo: ingressos e reservas, passagens ou pacotes poderão ser remarcados dentro de um prazo específico ou transformados em créditos, pra pessoa poder consumir num outro momento.

 

Se o consumidor optar pelo reembolso, será preciso um acordo para que o dinheiro seja devolvido ainda durante a pandemia. Se não, o prazo será de até 12 meses depois do fim do estado de calamidade, que está previsto para 31 de dezembro. E a devolução do dinheiro deve ser integral.


E quem está incluído nessa regra? Hotéis, albergues, pousadas, os aluguéis pelo airbnb, ou seja, tudo que envolve hospedagem, além das agências de turismo, as empresas que fazem transporte turístico, acampamentos, parques temáticos. Na área de cultura também: cinemas, teatros, os sites de venda de ingressos pela internet, os artistas e também eventos agropecuários, viu, feiras, exposições.


Aliás, no caso dos eventos, o texto estabelece o seguinte prazo: para ter direito a remarcar sem custo adicional, taxa ou multa, o consumidor deve fazer isso até 30 dias antes do evento ou 120 dias depois. E os artistas não terão obrigação de reembolsar os valores recebidos de cachê. Somente 12 meses a partir do fim do estado de calamidade e se o evento não for remarcado.


E um último detale: os pequenos produtores culturais e cineastas independentes vão poder ter acesso ao auxílio emergencial, mesmo aqueles que estão disponibilizando seu trabalho – filmes, vídeos e documentários, por exemplo, pela internet. Basta comprovar a necessidade, não estarem recebendo benefícios, incentivos ou patrocínios com recursos públicos.
Essa proposta já foi aprovada pela Câmara e agora vai pra sanção presidencial.

Últimas notícias
Justiça

MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas em AL: Governo reconhece situação de emergência em 9 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Baixar arquivo
Justiça

Chacina de Unaí: ex-prefeito é condenado a 64 anos de prisão

O Tribunal do Júri Federal condenou nesta sexta-feira o produtor rural e ex-prefeito Antério Mânica no caso do assassinato de três auditores fiscais e do motorista, em 2004, em Unaí (MG).

Baixar arquivo
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economia

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo