Ensino médio tem o maior salto no Ideb desde 2005

O índice é o principal indicador da qualidade da educação brasileira

Publicado em terça-feira, 15 Setembro, 2020 - 13:57 Por Maíra Heinen - Brasília

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ensino médio brasileiro cresceu 0,4 pontos entre 2005 e 2017. Em 2019, o índice alcançou 4,2 pontos, sendo comemorado pelo governo federal como a maior evolução da edição. No entanto, a meta de 5 pontos prevista para o ano não foi atingida.

Os resultados foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação.

Dois estados se destacaram entre os melhores resultados do ensino médio: Goiás e Espírito Santo. Os dois atingiram 4,8 pontos, sendo que o estado de Goiás foi o único a alcançar a própria meta estipulada. Já o Pará e o Amapá tiveram os resultados mais baixos, com 3,4 pontos.

Durante a coletiva de divulgação dos resultados, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, destacou que, para melhorar os índices, o ministério pretende dar maior atenção aos professores.

Os anos iniciais do ensino fundamental apresentaram leve crescimento no indicador, chegando a 5,9 pontos, o que representa um aumento de 0,1 ponto em relação à edição anterior e segue a tendência de evolução das outras edições, superando a meta prevista de 5,7 pontos.

Nove unidades da Federação alcançaram Ideb maior ou igual a 6 nos anos iniciais do ensino fundamental: São Paulo, Distrito Federal, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais, Ceará, Goiás, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Já o Pará teve o resultado mais baixo, com 4,9 pontos, mas superou a própria meta de 4,7 pontos.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2007 para monitorar o desenvolvimento da educação no Brasil, reúne resultados do fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo