Defensoria Pública da União pede novo adiamento do Enem

Para a DPU, aglomerações vão favorecer transmissão do novo coronavírus

Publicado em 10/01/2021 - 15:02 Por Gésio Passos - Brasília

A Defensoria Pública da União (DPU) busca na justiça um novo adiamento para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
As provas impressas do exame estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021. Já as provas digitais serão no dia 31 de janeiro e 7 de fevereiro.
Para a DPU, as aglomerações habituais nos dias de realização do Enem favorecem a disseminação do novo coronavírus. Além disso, o órgão afirma que os estudantes das escolas públicas podem ser prejudicados pela suspensão das aulas presenciais no ano letivo.

Cerca de 6 milhões de estudantes estão inscritos para esta edição do exame.

Na sexta-feira (8), 50 entidades científicas dos campos da educação e da saúde, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva, apresentaram um nota conjunta defendendo o adiamento do Enem para um momento em que os índices de transmissão e a capacidade dos serviços de saúde estejam dentro de níveis aceitáveis.
Inicialmente, as provas do Enem seriam realizadas em novembro de 2020, mas em abril do ano passado a DPU conseguiu decisão judicial suspendendo o exame, que foi remarcado para este mês.
O Ministério da Educação (MEC) informou que outros parâmetros foram adotados para definição da prova em janeiro, como a opinião das instituições de ensino.
A Advocacia-Geral da União (AGU) já apresentou seus argumentos na justiça para a manutenção da data do exame. O órgão afirma que a logística do Enem é complexa, o que tem exigido um esforço redobrado para a adoção de medidas de segurança de prevenção à covid-19, com aumento de 25% nos custos para realização da prova.
O custo do Enem este ano é de cerca de R$ 700 milhões e, segundo a AGU, o adiamento pode causar impacto financeiro.                                                      
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pelo Enem, aumentou o distanciamento entre os candidatos nas salas de prova. O uso de máscara também será obrigatório, além de ser disponibilizado álcool em gel em todas as salas.
Os candidatos com sintomas ou contaminados pela covid-19, ou outra doença infectocontagiosa, poderão solicitar a reaplicação do exame nos dias 24 e 25 de fevereiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Meio Ambiente

Ilhas Cagarras ganha título de ponto de esperança para os oceanos

As Ilhas Cagarras e Águas do Entorno, no Rio de Janeiro, ganharam o título de Hope Spot, ou Ponto de Esperança para os oceanos no litoral do Brasil. Esse é o segundo Hope Spot do país, nomeado pela Mission Blue, uma organização internacional que apoia ações de preservação marinha.

Baixar arquivo
Justiça

Justiça suspende decretos da Prefeitura do Rio com medidas restritivas

Justiça do Rio de Janeiro suspendeu decretos que estabeleciam medidas restritivas contra a Covid-19  na capital fluminense. A  juíza Regina Lucia Chuquer, da 6ª Vara de Fazenda Pública, concedeu liminar em ação popular proposta pelo deputado estadual Anderson Moraes, do PSL.

Baixar arquivo
Economia

Governo e parlamento entram em acordo para Lei Orçamentária de 2021

A Lei Orçamentária de 2021 vai entrar em vigor nos próximos dias, com quase quatro meses de atraso. Um acordo entre o governo e parlamentares resultou na aprovação de um projeto de lei no Congresso Nacional que abre caminho para mudanças.

Baixar arquivo
Economia

União arrecada em março mais de 137 bilhões em tributos

É o maior valor da série histórica, que começou em 1994, e representa aumento real de 18% em relação a março do ano passado.

Baixar arquivo
Geral

Câmara aprova urgência para proposta que privatiza os Correios

A Câmara dos Deputados aprovou nessa terça, 20, a tramitação de urgência para a proposta que privatiza os Correios. Na prática, o pedido de urgência acelera a tramitação do projeto de lei que privatiza a empresa, que agora pode ser votado diretamente pelo plenário. Nesse caso, ficam dispensadas as audiências públicas e os debates nas Comissões.

Baixar arquivo
Saúde

SP vai vacinar pessoas com comorbidades e trabalhadores do transporte

São Paulo antecipa vacinação de pessoas com comorbidades e trabalhadores do transporte público com mais de 47 anos. A promessa é de vacinar pessoas com síndrome de down, transplantados e pacientes renais que fazem diálise.

Baixar arquivo