Professores do RJ aprovam greve por tempo indeterminado

Publicado em 11/05/2023 - 22:11 Por Fabiana Sampaio - Repórter Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Os professores e funcionários administrativos das escolas estaduais do Rio de Janeiro aprovaram nesta, quinta-feira (11), greve por tempo indeterminado a partir da próxima quarta-feira. 

Os profissionais reivindicam a implementação do piso nacional do magistério e o piso dos funcionários administrativos, tendo como referência o salário mínimo nacional. 

Segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado, o projeto do governo para a categoria não incorpora o piso a todas as carreiras, mas apenas reajusta os salários que estão abaixo do piso. Com isso, quem ganha acima do piso não receberia nenhum reajuste. 

Ainda de acordo com o Sindicato, o Rio de Janeiro paga o pior salário do Brasil para os educadores da rede estadual.  

Enquanto o piso nacional é de R$ 4.420, o professor de uma escola estadual tem um piso de R$ 1.588 como vencimento base para18 horas semanais.   

Já os funcionários administrativos, em sua maioria, recebem um piso menor do que o salário mínimo.

A categoria já se encontrava em “estado de greve” desde o dia 22 de março – em mobilização para parar as atividades a qualquer momento. 

Na assembleia na tarde dessa quinta foi aprovada, também, a realização de nova assembleia um dia depois do início da greve e no mesmo dia uma passeata até o Palácio Guanabara, sede do governo do estado. 

Em nota, o governo informou que respeita a decisão de greve dos profissionais e que caberá aos órgãos de justiça verificar sua legalidade. A Secretaria de Estado de Educação destacou que o aumento concedido corresponde ao pagamento do piso nacional no vencimento base para todos os cargos e níveis do magistério que não recebem o valor. E que há garantia de que todos os professores da rede estadual de ensino vão ganhar o determinado no piso nacional.

Edição: Roberto Piza / Alessandra Esteves

Últimas notícias
Saúde

OMS: Vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos

Os esforços globais de imunização têm sido fundamentais, salvando aproximadamente 154 milhões de vidas nos últimos 50 anos, conforme indicado por um estudo conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), revelado recentemente.

Baixar arquivo
Economia

Reforma tributária: Haddad leva texto da regulamentação ao Congresso

O documento tem mais de 300 páginas e 500 artigos com as regras do novo sistema de cobrança de impostos. Ele substitui cinco impostos por dois, um federal e um para estados e municípios.

Baixar arquivo
Política

Congresso Nacional adia análise de vetos presidenciais

A ideia é dar mais tempo para os líderes do governo e da oposição entrarem em acordo para a votação.

Baixar arquivo
Internacional

Presidente de Portugal reconhece culpa pela escravidão no Brasil

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que seu país tem responsabilidade pelos crimes da era colonial, como tráfico de pessoas na África, massacres de indígenas e saques de bens.

Baixar arquivo
Geral

Preso, Chiquinho Brazão fala no Conselho de Ética da Câmara por vídeo

Brazão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, está preso há um mês e é alvo de pedido de cassação apresentado pelo PSOL.

Baixar arquivo
Segurança

CCJ da Câmara aprova lei que permite aos estados decidirem sobre armas

Pelo projeto de lei, os estados poderiam decidir sobre a posse e o porte de armas. Parlamentares favoráveis à proposta acreditam que diferenças estaduais precisam ser respeitadas. Já os contrários, afirmam que regras sobre armas devem ser definidas por uma lei nacional. Base do governo aponta inconstitucionalidade da medida.

Baixar arquivo